Chile - País de extremos

Destino Chile - País de extremos - Rodrigo Lima - Curitiba / PR

Isolado do resto da América do Sul e do mundo, na altura do oeste dos Andes, o Chile possui o Oceano pacífico ao leste, o seco Deserto do Atacama ao norte e as águas impenetráveis da Patagônia ao sul.

De seus extremos a sua capital cosmopolita, Santiago, em seu coração, as cidades do país irão de unir em 2018 para comemorar os 200 anos de independência do país.

Neste extenso território de amplos horizontes, se deixe invadir pela sensação de estar vivo. Você pode se conectar com a natureza ou explorar terras primitivas. E, ao mesmo tempo, o povo chileno e toda sua cultura vão surpreender você com sua amabilidade e hospitalidade.

Com o passar dos anos, o Chile tem se consolidado como um dos mais atraentes e valorizados destinos do nosso continente.

Patagônia

Uma área que se divide entre dois países, Chile e Argentina, a Patagônia é em grande parte desabitada, mas vários pontos em ambos os países possuem boa estrutura hoteleira e turística.

A parte chilena da Patagônia compreende a região de Los Lagos, o sítio arqueológico de Monte Verde, as ilhas a sul das regiões de Aisén e Magallanes, incluindo o lado ocidental da Terra do Fogo e do Cabo Horn.

Durante o verão, os dias são mais longos e o frio menos intenso, o que torna a melhor época para viajar para a extensa região. É de lá, inclusive, que partem as excursões para a Antártida e onde é possível apreciar as mais diferentes espécies de animais marinhos.

Deserto de Atacama

Destino para o ano inteiro, o Deserto do Atacama é o mais alto e mais seco do mundo, mas pode e merece ser visitado em qualquer época do ano. Para quem escolhe ir no inverno, será recompensado pelas paisagens de neve, já para quem decide ir no verão, a boa notícia é que os passeios, em sua maioria, acontecem nos períodos do dia de temperatura mais amena nesse oásis em plena sintonia com a natureza.

No coração do deserto encontramos o pequeno vilarejo de San Pedro de Atacama, que recebe milhares de turistas todos os anos por sua paisagem singular, mas ainda assim preserva ruas de terra e arquitetura rústica. Sem aeroporto na cidade, os voos descem em Calama, que fica a pouco menos de 100 km.

Santiago

Porta de entrada para o país, Santiago do Chile tem atrações de tirar o fôlego, gastronomia e cultura ricas.

Com sua arquitetura diversificada a começar pela Igreja de São Francisco, passando pelos modernos prédios espelhados que dividem cenário com os demais cheios de história para contar em uma cidade cosmopolita, Santiago é uma das capitais mais queridas da América do Sul.

Se a época do ano escolhida para a viagem for o inverno, vale a pena conferir as estações de esqui que ficam perto da cidade, aproveitando o máximo da estadia. Ou, também ao redor da cidade, mas em outras épocas do ano, vale a pena partir de Santiago para conhecer as famosas vinícolas que ficam aos arredores e degustar os melhores vinhos da região.

Descreva as informações e características do lugar (clima, cultura, gastronomia, atrativos), assim como dicas de segurança e a sua experiência de viagem etc.
Declaro que li e estou de acordo com os termos
This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Conheça outros destinos

Maranhão - Grande, diverso e deslumbrante! - Rodrigo Lima - Curitiba / PR Maranhão - Grande, diverso e deslumbrante!

Com uma área de 331.983 Km², ou seja, 3,9% do território brasileiro, o Maranhão é o oitavo maior Estado em extensão territorial do Brasil, e o segundo maior Estado do Nordeste, ficando atrás apenas da Bahia. As divisas territoriais que configuram o estado do Maranhão são de extrema abundância e diversidade natural, caracterizada, sobretudo pelo encontro de dois importantes ecossistemas: o Ecossistema Amazônico, que se manifesta do noroeste até o sertão do estado, e do Ecossistema Cerrado, distribuído em duas partes, do leste para o centro. É também uma terra de cultura e história imponentes, herança cultural dos movimentos colonizadores europeus – francês, holandês e português. Entre fortificações, conflitos de colonos e religiosos missionários, entre as influências da Companhia do Comércio do Maranhão e do Grão Pará, e da influência das economias da cana-de-açúcar e do algodão. (Fonte: Governo do Maranhão) Gastronomia - A culinária maranhense surgiu de uma mistura de influências de europeus, índios, africanos e outros povos, uma surpreendente união de sabores que resultou em um delicioso e vasto repertório de receitas. É até difícil dizer qual dos pratos maranhenses melhor satisfaz esse exigente sentido chamado paladar. Confira alguns destaques de dar água na boca: Arroz de cuxá - Tem como tem como principal ingrediente uma folha azedinha chamada vinagreira, além de camarão seco e gergelim. Vai muito bem com frutos do mar. Caldeirada e torta de camarão, de sururu e caranguejo, Peixada à base da nobre pescada, anchova na brasa; O camarão grelhado preparado em Atins.   Principais destinos:   São Luis / Alcântara - A capital São Luís recebeu da UNESCO, em 1997, o título de Patrimônio Histórico-Cultural da Humanidade, por sua importância enquanto cidade colonial com seus casarões revestidos de azulejos portugueses pintados à mão. Alcântara, sede da aristocracia maranhense, foi a primeira cidade do estado tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Hoje, suas ruínas guardam a memória desse tempo glorioso e dividem atenções com o ícone tecnológico do estado: o Centro de Lançamento de Alcântara, o segundo centro de lançamentos de foguetes do Brasil. Pacata e tranquila, a cidade é cercada por uma natureza exuberante e é, sem dúvida, a mais imponente cidade histórica da Amazônia Legal. Lençóis Maranhenses - Onde mais você poderia encontrar um deserto repleto de lagoas com 155 mil hectares de paisagem deslumbrantes, cheio de dunas com até 40 metros de altura e lagoas de água doce e cristalina? Os Lençóis Maranhenses ficam no litoral oriental do Maranhão e compreende os municípios de Humberto de Campos, Primeira Cruz, Santo Amaro e Barreirinhas, este último sendo o principal portão de entrada para esta fantástica beleza natural. São O Parque é considerado uma formação geológica rara no planeta, apresentando um ecossistema único e riquíssimo. As dunas chegam do litoral adentrando em até 25 Km da costa e as inúmeras e límpidas lagoas se formam com as chuvas do período chuvoso que vai de dezembro até abril. A melhor época para se visitar os Lençóis é de maio até o início de outubro, sendo o ápice nos meses de junho e julho, quando as lagoas estão cheias e indicadas para mergulhos. Mas isso não quer dizer que o Parque não ofereça atrações durante os outros seis meses do ano. O convívio com a cultura e comunidades locais, entretenimento e aventura nas dunas do Parque é o que não faltam. Delta das Américas - Localizado a nordeste do Estado, na divisa com o Piauí, o Delta envolve a região sob influência do Delta do Rio Parnaíba, que tem setenta por cento da sua área no Maranhão. Tutóia, Paulino Neves e Araioses são os principais municípios. Deste último partem excursões turísticas para o Delta. Em Tutóia as atrações imperdíveis são as praias do Arpoador e Namorados, as Lagoas da Taboa, Jacaré, da Areia e Lagoinha. Em Araioses os destaques são as praias do Farol, do Caju, dos Guarás e dos Poldros, as ilhas do Caju, dos Poldros, do Carrapato, Carnaubeiras e Canárias, a igreja de Nossa Senhora da Conceição, do século XIX. Delta do Rio Parnaíba - Este é o 3º maior delta oceânico do mundo. Raro fenômeno da natureza que ocorre apenas no rio Nilo, na África, e Mekong, no Vietnã. Sua configuração se assemelha a uma mão aberta, onde os dedos representam os principais afluentes do Parnaíba, que se ramificam formando um grandioso santuário ecológico. Rios, flora, fauna, dunas de areias alvas, banhos em lagoas e de mar são alguns atrativos que o lugar oferece. Inesquecível!! Chapada das Mesas - O Parque Nacional da Chapada das Mesas protege 160.046 hectares de Cerrado nos municípios de Carolina, Riachão, Estreito e Imperatriz, no centro-sul do Maranhão. FONTE - http://www.turismo.ma.gov.br/roteiro-chapada-das-mesas/

Ceará - Terra da luz, do mar e do amor! - Rodrigo Lima - Curitiba / PR Ceará - Terra da luz, do mar e do amor!

O Ceará é um dos estados com maior faixa litorânea do Brasil e é também um dos mais agitados e descontraídos. Os cearenses têm a fama de serem os mais bem humorados do país, e com tanto mar e sol o ano todo, até que dá pra entender o motivo dessa felicidade toda! As praias de maior destaque são: Jericoacoara (incluindo Lagoa Azul e Lagoa do Paraíso), Praia do Futuro, Canoa Quebrada, Cumbuco, Praia de Flecheiras, Praia de Morro Branco, Praia de Ponta Grossa, Praia de Tatajuba, Lagoinha, Porto das Dunas. O Ceará é cercado por formações de relevo relativamente altas, como chapadas e cuestas, que nada mais é que uma forma de relevo em que colinas e montes têm um declive não simétrico. A oeste é delimitado pela Serra da Ibiapaba; a leste, parcialmente, pela Chapada do Apodi; ao sul, pela Chapada do Araripe; e, ao Norte, pelo Oceano Atlântico. Vem dessa cercania de altos relevos delimitantes do território o nome de Depressão Sertaneja dado à área central. O estado está no domínio da caatinga, com período chuvoso restrito a cerca de quatro meses do ano e alta biodiversidade adaptada. O estado é, ainda, o único a estar completamente inserido na sub-região do sertão. A sazonalidade característica desse bioma se reflete em uma fauna e flora integradas às condições semiáridas.   Principais destinos:   Fortaleza - Atrações não faltam na capital cearense. A começar pela bonita orla central formada pelas praias de Iracema, Meireles e Mucuripe, unidas pela Avenida Beira Mar, ponto de encontro de turistas e moradores ao entardecer. A 11 quilômetros do Centro, a praia do Futuro é perfeita para um mergulho com muita mordomia - as diversas barracas oferecem não só as típicas patinhas de caranguejo, mas também duchas de água doce, cadeiras, guarda-sóis e muita animação. Jericoacoara - Já popularmente conhecida por Jeri, é um lugar fora do comum, que coloca em cheque a lógica da vida urbana e do tempo. Por estar localizada em uma península, Jericoacoara tem mar tanto a leste como a oeste, o que o torna um dos poucos lugares do Brasil continental onde é possível ver o nasce. Jeri surpreende na oferta de atividades turísticas e de lazer que vão além de passar o dia na barraca de praia ou tostando no sol. O destino também oferece diversas opções de ecoturismo, atividades de aventura e turismo cultural para agradar aos mais exigentes e diversificados perfis de turista. Os pontos de visitação mais procurados são Tatajuba, Mangue Seco e Rio Guriú, Lagoa do Paraíso, Lagoa Azul e Lagoa do Pinguela. Beach Park - Considerado uma das principais âncoras turísticas do Ceará, o Beach Park está localizado a 20 minutos de Fortaleza, na praia do Porto das Dunas. O local recebe anualmente mais de 1,7 milhão de visitantes de diversos lugares do mundo e é composto por uma estrutura de lazer formada por um parque aquático, com 18 grandes atrações e experiências únicas de descida em toboáguas. O Beach Park conta ainda com quatro resorts de padrão internacional; um restaurante de praia com delícias regionais e um sofisticado lounge de frente para o mar!

Nova Zelândia - O paraíso isolado - Rodrigo Lima - Curitiba / PR Nova Zelândia - O paraíso isolado

A Nova Zelândia é um dos países mais desenvolvidos e industrializados do mundo, e suas cidades também estão entre as mais habitáveis do planeta. Este pequeno país alia qualidade de vida e cultura a uma natureza exuberante composta fiordes, montanhas, paisagens remotas e paradisíacas. A boa fama desse paraíso da Oceania, composto de diversas ilhas, não é à toa. Ele se posiciona sempre no topo das comparações internacionais sobre desenvolvimento humano, educação pública, baixa corrupção, democracia, proteção das liberdades civis e dos direitos políticos. Além disso, devido ao seu relativo isolamento no sudoeste do Oceano Pacífico, o país desenvolveu um ecossistema único que proporciona aos seus habitantes paisagens de tirar o fôlego e o contato com uma fauna mais que peculiar. Com pouco mais de 4,5 milhões de habitantes, o país cenário dos filmes da franquia "O Senhor dos Anéis" e "O Hobbit" também é um dos queridinhos de quem não só procura belezas naturais exuberantes para turismo, como também dos intercambistas devido ao seu alto posicionamento no ranking dos países que mais investem em educação e por todas as suas universidades se encontrarem nas listas de melhores do mundo, além de que por manter uma postura pacífica, encontra-se fora da lista de ataques terroristas ou conflitos políticos e religiosos. Queenstown Apesar de ser uma cidade pequena, com pouco mais de 20 mil habitantes, a cidade é conhecida como “a capital mundial dos esportes radicais”. Badalada e bastante procurada para a prática de esportes de inverno por estar rodeada por montanhas, onde se localizam muitas estações de ski, Queenstown também atrai viajantes de todo o mundo para a prática de esportes náuticos, por ser banhada pelo lago Wakatipu. Na época de alta temporada, a população da cidade chega a triplicar com viajantes do mundo inteiro. Wellington Sofisticada e compacta. Segundo a Lonely Planet, Wellington é "a menor e mais interessante capital do mundo". Famosa por sua cultura, arte e beleza natural, a capital neozelandesa oferece atrações para os mais diversos públicos, desde passeios de compras e viagens gastronômicas, a programas em família e contato com o melhor da vida selvagem do país. Muitas vezes chamada de "Wellywood", a cidade é o centro da indústria cinematográfica da Nova Zelândia. Wellington é um prato cheio para o viajante cinéfilo por ser a casa de produções do cinema mundial. Lá você pode passear pelas locações onde foram gravados filmes como "As Crônicas de Nárnia", "King Kong" e "Avatar". Auckland Mesmo que Wellington seja a capital, Auckland é o principal centro financeiro e econômico da Nova Zelândia. A cidade é tida como a mais cosmopolita do país por ao mesmo tempo abrigar a maior população polinésia de qualquer cidade do mundo, uma grande população de descendência europeia e o povo nativo, os maoris. Para os visitantes, Auckland oferece uma excelente mistura de atividades urbanas e contato direto com a natureza. É lá que fica localizada a torre que é um dos símbolos do país, a SkyTower, de 328 metros, sendo a maior do hemisfério sul e uma das maiores do mundo. Dividida em 5 níveis, a torre fica no complexo SkyCity, que oferece para o turista desde hotéis, restaurantes, cassinos e até um cinema. Além da possibilidade de no topo da torre ter uma vista de 360 graus da cidade em um observatório e a prática do SkyJump, um salto de 192 metros de bungee jumping para os amantes de esportes radicais.

phone
Rodrigo Lima - Curitiba / PR

Aqui você encontra todos os nossos contatos!