Aqui você encontra alguns destinos incríveis

Santiago - um pedaço da Europa na América do Sul = Clube Turismo Online Santiago - um pedaço da Europa na América do Sul

A capital chilena é um verdadeiro patrimônio histórico da América do Sul. Cheia de charme com suas imensas belezas e ares ora europeus, ora latinos, Santiago conta com quase 7 milhões de habitantes e localiza-se ao lado da Cordilheira dos Andes, com localização privilegiada, próxima a diversas estações de ski e snowboard. Quando se trata de gastronomia, Santiago também não decepciona – o país é banhado pelo Oceano Pacífico com mais de 6 mil km de costa e, por isso, oferece os melhores peixes e frutos do mar em bons restaurantes espalhados pela cidade.   Confira abaixo algumas informações importantes sobre o destino e, em seguida, alguns pontos turísticos selecionados para você curtir sua viagem ao máximo! Moeda: Peso (você pode levar o real para fazer a troca de câmbio) Fuso horário: -2h do horário de Brasília até maio Idioma: Espanhol Código do País: +56 Vacina: Não exige nenhuma comprovação de vacina. Documentação: Brasileiros podem viajar para o Chile portando Passaporte ou RG.   O QUE FAZER EM SANTIAGO Palacio de La Moneda Localizado na Praça da Constituição, o gabinete da Presidência da República conta com a Troca da Guarda, uma tradicional cerimônia que pode ser assistida a cada dois dias. Esse evento reúne, além dos moradores da cidade, turistas do mundo inteiro. Paseo Bandera É uma rua colorida do Centro de Santiago em que apenas pedestres são permitidos. Lá, artistas plásticos aproveitam para esbanjarem suas criativas artes. A cada passo há um encanto vibrante e conceitual. Mercado Central Um local com alguns restaurantes, bares, lanchonetes, lojas de souvenires e artesanato. O mercado é praticamente uma parada obrigatória para quem está fazendo um city tour regular em Santiago. Cerro Santa Luzia Localizado no centro, possui uma ótima localização. Com algumas praças, o morro possui uma fonte e escadarias que levam o turista a um mirante no qual se vê a cidade de Santiago e a famosa Cordilheira dos Andes. Um lugar tranquilo e ótimo para ser visitado ao pôr do sol. A região é bacana e barata para se hospedar. Embora não seja famoso por hospedagem, como o bairro da Providência, sua localização é privilegiada. Parque Bicentenário Frequentado mais por seus moradores para piquenique, passeio de bicicleta, banho de sol, levar as crianças para brincar, é um parque afastado do centro. Um lugar agradável para relaxar e passar algumas horas. Nesse espaço acontecem eventos, shows, feitas e outras atividades gratuitas. Templo Bahá’i Um atrativo turístico que geralmente não se encontra dentro do roteiro de um City Tour básico. É um espaço sereno para contemplação da realidade espiritual. Aberto para todas as religiões. Seu funcionamento é de terça a domingo. La Chascona de Pablo Neruda Para os fãs do poeta Pablo Neruda, essa visita é indispensável. Antes de falecer, o escritor deixou 3 casas que viraram museus. Essa, então, é a mais importante. É uma oportunidade de conhecer mais sobre o autor e a sua amada Matilde Urrutia. Cerro San Cristóbal Para subir no Cerro é possível ir andando (longa distância), de teleférico ou de Funicular (mais comum), um trenzinho com trajeto de cerca de 10 minutos. Enquanto isso, seu cliente apreciará a natureza e ao chegar no topo, ele terá uma vista privilegiada da cidade e das Cordilheiras dos Andes. Assim como o Cerro Santa Lucia, é localizado no centro e sua acessibilidade é fácil. Um passeio que é possível fazer sem auxílio de guia. Sky Constanera: o mirante mais alto da América Latina! A 300 metros de altura, o Sky Costanera tem a vista mais impressionante em 360º de Santiago. Aberto todos os dias, inclusive feriados, paga-se 15 mil pesos para subir. O melhor horário para visitação é ao final do dia, onde a cidade fica belíssima ao pôr do sol. Lembrando que no verão anoitece por volta das 21:00hrs.

Rio Grande do Norte - Estado do Sol do Brasil = Clube Turismo Online Rio Grande do Norte - Estado do Sol do Brasil

O Rio Grande do Norte é um estado deslumbrante, riquíssimo de história e belezas naturais. Natal, a capital potiguar, concentra vários atrativos turísticos, históricos e naturais, entre eles a Fortaleza dos Reis Magos (1598), construída em forma de estrela entre o rio Potengi e o mar. A capital potiguar é um destino turístico cheio de opções e surpresas. Lagoas, dunas, praias urbanas com agito noturno, comidas típicas nordestinas e artesanato para todos os gostos. O principal point é a Ponta Negra.   DICA DO VIAJANTE “Estive em Natal em novembro de 2016, um lugar abençoado pela natureza, uma cidade agradável, de clima tropical e ar incrivelmente puro, emoldurados por dunas, falésias e piscinas naturais, mar de cores azuis tanto partindo para o litoral norte ou para o sul. No meio da cidade está preservado o Parque das Dunas segunda maior área de preservação urbana no país. Tem passeios para todos os gostos seja de bugs, ônibus, carroças, quadriciclos, dromedários, táxis ou a pé, os passeios são as atividades mais atrativas para quem visita Natal. City Tour, Pipa, Barra do Cunhaú, Maracajaú com Mergulho, Litoral Norte com buggy, Baiá Formosa, Galinhos (é um pouco longe para chegar, mas é maravilhoso, vale muito a pena conhecer), Punaú (é uma ótima opção para quem tem crianças, ambiente agradável), Perobas, Genipabu, João Pessoa (um passeio que começa cedinho para conhecer João Pessoa, passando pelo pontos turísticos e finaliza o dia apreciando o belíssimo por do sol na Praia do Jacaré com Jurandy do Sax tocando Bolero de Ravel) e outros. Para compras tem Mercado de Artesanato de Ponta Negra, Shopping Mãos de Arte e outros. Ponta Negra onde está parte dos restaurantes vale a pena experimentar as delícias típicas da culinária local, as estrelas são a carne-de-sol, macaxeira, o feijão verde, arroz de leite, peixes e os deliciosos camarões. Guardar espaço para as sobremesas, que traz doce de caju, cocadas, castanhas e o famoso bolo de rolo. Restaurante Farofa D'água, Camarões, Camarões Potiguar, Tábua de Carne e outros. Um destino maravilhoso que eu voltaria com certeza.” Bianca Castellani (Americana, São Paulo)   Principais destinos.   Parnamirim - Parnamirim, também na região metropolitana de Natal, é a terceira maior cidade potiguar e reúne atrativos importantes como a Base Aérea Militar, a Barreira do Inferno (Centro de Lançamento de Foguetes e de Cultura Espacial) e o maior cajueiro do mundo, registrado no Guinness Book. As praias de Pium, Cotovelo e Pirangi, com falésias e passeios de barco, além de mergulho nos parrachos, estão entre as mais populares. A cidade entrou para história pela sua importante participação na II Guerra Mundial, quando ficou conhecida como “Trampolim da Vitória”. Morro do Careca - Principal cartão-postal de Natal, o Morro do Careca é uma duna no extremo da praia de Ponta Negra onde antigamente as pessoas praticavam, entre outras coisas, o esquibunda. Atualmente está proibido subir na duna, mas é interessante observá-la de longe, tanto de dia quanto à noite – quando recebe iluminação especial. O acesso deixou de existir, mas o lugar continua sendo o mais conhecido na cidade. Baía Formosa - Baía Formosa é a cidade-praia localizada no Litoral Sul do RN que conta com a maior reserva de mata atlântica sobre dunas do Estado. A Mata Estrela é abrigo de centenas de espécies e pode ser descoberta através de trilhas com o acompanhamento de um guia especializado. Descortina-se nesse ambiente natural, uma atração especial: a Lagoa da Araraquara, cujas águas escuras lhe deram o apelido de Lagoa da Coca-Cola. Segundo a crença local, estas águas rejuvenescem e curam. Baía Formosa é composta ainda pelas praias de Sagi, do Farol, Perobas e Barreirinhas, predestinadas ao banho ou à contemplação, onde a natureza esculpiu formas exuberantes com paisagens selvagens e místicas. Rodeada por falésias e dunas, de onde se desfruta um belo visual, é uma excelente escolha para quem quer gozar de tranqüilidade e paisagem natural. Baía Formosa ainda divide com Pipa e Barra de Tabatinga a preferência dos surfistas vindos dos mais diversos cantos do Brasil e do mundo. Praia de Pipa - Badalada e deslumbrante, a Praia de Pipa atrai viajantes de todo o mundo que desejam aventura. Com uma vida noturna agitada, diversos eventos durante todo o ano, e uma beleza natural de cair o queixo, Pipa é um destino para todas as idades. Seja um para fazer um passeio de barco na companhia de golfinhos, para surfar nas agitadas ondas da Praia do Amor, ou para se deliciar nos diversos restaurantes que oferecem opções que vão da culinária local até o melhor da gastronomia mundial, esta praia possui atrativos para viajante nenhum botar defeito. São Miguel do Gostoso - Uma curiosa placa na entrada da cidade, onde se lê “aqui se faz gostoso” dá boas-vindas aos visitantes nesta pitoresca cidade-praia. São Miguel do Gostoso ganhou fama a partir do final dos anos 90 e é hoje um dos principais destinos dos amantes de wind e kitesurf que visitam o Estado. Gostoso está exatamente na “esquina do continente”, onde se diz que “o vento faz a curva” e por isso as praias, com pouca formação de onda e ventos fortes durante praticamente todo o ano, tornaram-se o paraíso dos amantes dos esportes náuticos. Suas praias: enseada Ponta do Santo Cristo, praia da Xepa e Maceió, são praticamente inabitadas o ano inteiro, fazendo de São Miguel do Gostoso o destino ideal também para quem procura tranquilidade e contato com a natureza. Um belo conjunto de falésias, conhecido como Tourinhos, também encanta os visitantes. São Miguel possui ainda uma rica tradição em cultura popular: bumba-meu-boi, pastoril e o artesanato são destaques da cidade. A culinária é outra atração: além dos frutos do mar, em Gostoso come-se o famoso arroz de polvo, que faz juz ao nome da cidade e é um dos pratos mais pedidos na Região. Jenipabu - Aliadas aos bugues, as dunas são um dos principais atrativos que fazem de Genipabu um verdadeiro parque de diversões no meio do nada. Os passeios podem ser "com ou sem emoção", o que significa mais velocidade e manobras radicais pelas dunas móveis e fixas, vez por outra abençoadas com lagoas de águas doce. Do topo do monte de areia é possível apreciar a Lagoa de Genipabu. O percurso termina na praia de Genipabu, tranquila e protegida por uma coluna de recifes. Mas aproveite para fazer uma parada no Bar 21, certamente um dos mais fotografados do mundo pela perfeição do cenário: ele fica aos pés da duna, ao lado de um coqueiro retorcido pelo vento. Parrachos de Maracajaú e Perobas - A Praia de Maracajaú fica 60 Km ao norte de Natal e é famosa pela barreira de corais localmente conhecido como os parrachos, distante 7 Km da costa. Durante a maré baixa os parrachos se transformam em uma imensa piscina natural de água cristalina, com profundidade variando entre 1.0 e 3.0 m e com uma bela e rica fauna e flora marinha, é considerado um dos 10 melhores locais do Brasil para prática de mergulho livre (snorkeling). Além dos Parrachos, Maracajaú têm belíssimas dunas e lagoas, onde se pode passear de Quadriciclo, Stand up na lagoa A 70 km de Natal, os Parrachos de Perobas são mais rasinhos que os de Maracajaú (e com menos vida marinha), mas contam com águas ainda mais transparentes. Chapada do Apodi - Uma formação geológica única que divide duas bacias hidrográficas (Jaguaribe e Apodi), e ainda guarda registros surpreendentes do homem pré-histórico. Esta chapada possui menor infra-estrutura turística, se comparada às chamadas dos Guimarães, Veadeiros ou Diamantina, mas, isto não significa que ela seja menos encantadora. Na área é possível visitar o Lajedo de Soledade, além de plantações fruticultura e as misteriosas pinturas rupestres. Maior Cajueiro do Mundo - O lar do maior do mundo é no Rio Grande do Norte. São 8500 metros quadrados ocupados pelo cajueiro de Pirangi. De acordo com estimativas, a planta produz cerca de 80 mil cajus por safra, o que dá mais de 2 toneladas e meias da fruta. Se fosse comparar com o tamanho e a produção de um cajueiro convencional, seria o equivalente à 70 árvores destas ocupando um mesmo espaço.

Uruguai - O vizinho charmoso = Clube Turismo Online Uruguai - O vizinho charmoso

Fazendo fronteira com a Argentina e com o Brasil, no estado do Rio Grande do Sul, o Uruguai é um de nossos vizinhos mais charmosos. Com pouco mais de 3,5 milhões de habitantes, o Uruguai é o segundo menor país da América do Sul, mas um dos mais desenvolvidos economicamente e pioneiro em medidas relacionadas aos direitos civis e democratização da sociedade. Seus principais centros possuem estilos e destaques diferentes, oferecendo diversidade ao viajante, com praias, cidades históricas, ecoturismo, luxo e aventura. Os uruguaios costumam ser receptivos e acolhedores com estrangeiros e o alto nível de segurança no país é um dos fatores que atrai milhares de turistas ao país. Montevidéu Capital e maior cidade do país, Montevidéu é sede-administrativa do Mercosul, mas sendo um grande centro latino com charme europeu, clima de interior raro em outras grandes cidades hispânicas da América do Sul, além de um Centro Histórico com casarões coloniais, praças e parques. Às margens do rio da Prata, possui um serviço fluvial permanente que atravessa o Rio da Prata interligando com a capital argentina, Buenos Aires, facilitando para o turista aproveitar o melhor de cada em uma mesma viagem. O passado histórico e a qualidade de vida são seus grandes atributos, onde o antigo e o moderno seguem de mãos dadas. Punta del Este Já considerado o balneário mais luxuoso da América do Sul pela revista Forbes, a pequena cidade costuma receber mais de um milhão de turistas durante o verão. Com desde praias de águas calmas para crianças até as mais agitadas, uma variedade de lojas de grifes e galerias para os turistas, além de uma infraestrutura com pousadas charmosas, hotéis com serviço e acomodações impecáveis, e restaurantes com o melhor da gastronomia uruguaia. Colônia do Sacramento A duas horas de Montevidéu e a uma hora de barco desde Buenos Aires, passear por Colônia do Sacramento é como fazer uma viagem no tempo, já que o destino colonizado por portugueses foi preservado para manter seu aspecto original. A riqueza histórica desta cidade é seu principal atrativo para os turistas do mundo todo que visitam o Uruguai.   Fontes: viveruruguay.com / wikipedia.org

O espetáculo do Pantanal Mato-Grossense = Clube Turismo Online O espetáculo do Pantanal Mato-Grossense

Situado no sul de Mato Grosso e no noroeste de Mato Grosso do Sul, passando pelo norte do Paraguai e leste da Bolívia, o Pantanal Mato-Grossense é ideal para o ecoturismo e para qualquer amante da natureza. O bioma reúne centenas de espécies de plantas e animais silvestres, muitos destes em perigo de extinção. São mais de 180 rios em toda a sua extensão e uma variação de entre a paisagem amazônica, o cerrado e o chaco boliviano, que sofrem influência direta de sua localização geográfica e das chuvas. O pantanal, de mais de 200 mil quilômetros quadrados, foi considerado como Patrimônio Natural Mundial e Reserva da Biosfera, pela UNESCO, em 2001. Essa imensa variedade de vida é um dos mais belos espetáculos da natureza do nosso país e do mundo. Dentro do pantanal, está localizado o Parque Nacional do Pantanal Mato-Grossense, administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).   Ao sudoeste do Mato Grosso, só é possível conhecer o Parque Nacional por completo com prévia autorização, em passeios de lanchas ou com os barcos-hotel. Por toda a região do pantanal, divida entre três países e dois estados brasileiros, o turista encontra atrações como passeios a cavalo, de barco, pesca, trilhas e safari fotográfico. Por causa da alternância entre períodos secos e úmidos, a paisagem pantaneira nunca é a mesma. A melhor época de visitação é no mês de outubro, quando por estar no período da seca, se torna mais fácil a observação da incrível flora e uma das maiores concentrações de fauna selvagem do planeta.   Fonte: mt.gov.br / ecoviagem.uol.com.br  

Paraíba - O lar do Extremo Oriental = Clube Turismo Online Paraíba - O lar do Extremo Oriental

Ah, Paraíba, meu amor, eu estava da saída, mas, eu vou ficar! Essa frase, retirada de uma das musicas famosas que homenageiam o estado, representam bastante o sentimento do viajante que experimenta uma visita às belezas paraibanas pela 1ª vez. São tantas as belezas naturais espalhadas pelo estado que é inevitável a sensação de que estamos perdendo algo na saída. João Pessoa - A cidade nas Américas onde o sol nasce primeiro, possui um charme e uma simplicidade que é só sua. João Pessoa, que já foi eleita a 2ª capital mais verde do mundo, permanece como a capital mais verde do Brasil, possuindo diversas áreas de preservação de Mata Atlântica, sendo as mais conhecidas a Mata do Buraquinho, com 515 hectares, e o Parque Arruda Câmara, ou popularmente chamado de ‘Bica’, um misto de zoológico e reserva florestal, com exemplares da fauna e flora brasileiras, assim como animais de outros continentes. Fundada em 1585, João Pessoa é a 3ª capital de estado mais antiga do Brasil, e possui um grande acervo de edificações históricas no centro da cidade, onde está localizado o Parque Solón de Lucena, um dos seus principais cartões postais. Litorânea, suas praias urbanas diferem das outras capitais do Nordeste, já que é proibida a construção de edificações com mais de três andares (até 10m). Os destaques são as praias do Cabo Branco e do Bessa. Praia do Jacaré - O famoso espetáculo do pôr do sol na Praia do Jacaré, responsável por reunir centenas de turistas todos os dias em Cabedelo, cidade vizinha ao norte de João Pessoa. Um dos maiores charmes do seu pôr do sol é quando o músico Jurandy do Sax executa o Bolero de Ravel, composição do francês Maurice Ravel (1875-1937), de dentro do rio, enquanto o sol vai se escondendo atrás da mata ciliar. Às 17 horas, ele surge à bordo de uma canoa, com o cabelo amarrado em um rabo de cavalo e vestido de branco da cabeças aos pés. Parecendo entrar na dança, gaivotas cortam o céu, e o rio vai se tingindo de dourado. A cena resume um pouco a beleza da Paraíba. Tambaba – A 25 Km de João Pessoa, localizada à Barra de Garaú, no município do Conde, em Tambaba, foi instalada o primeiro campo de naturismo oficial do Nordeste, o segundo do Brasil. Com uma extensão de 1,7 metros de pura beleza selvagem, estando protegida graças as suas falésias altas e íngremes, ora cobertas por uma mata densa, ora desnudas, enaltecendo o colorido dos terrenos de cor avermelhada ou branca. O acesso a esta praia é facilitado pela Rodovia Estadual PB-008, integrada à rodovia Conde-Jacumã. Vale dos Dinossauros em Sousa - Distante 427 km de João Pessoa, nos arredores do município de Sousa, está localizado o Monumento Natural ‘Vale dos Dinossauros’que tem atraído pesquisadores e turistas brasileiros e do exterior pela variada quantidade de pegadas presentes em uma área de 40 hectares, dentro de uma Unidade de Conservação.Estudos já realizados por pesquisadores no local confirmam os registros de pelo menos quatro diferentes espécies. O Monumento do Vale mantém preservados os vestígios dos animais que habitavam a bacia sedimentar de Sousa, fato ocorrido há cerca de 165 milhões de anos.

Buenos Aires - conheça a terra dos hermanos! = Clube Turismo Online Buenos Aires - conheça a terra dos hermanos!

Tom europeu na urbanização de uma cidade que não para: a capital argentina é a preferência dos brasileiros quando se trata de visitar o exterior. Não é difícil entender isso quando descobrimos que, além da proximidade com o Brasil, Buenos Aires oferece uma diversidade de coisas para curtir na cidade. Não faltam atrações para aproveitar a viagem, já que são inúmeros pontos turísticos que tornam a terra dos hermanos um destino completo com ótimas oportunidades de conhecer novas culturas. Confira abaixo algumas informações importantes sobre o destino e, em seguida, alguns pontos turísticos selecionados para você curtir sua viagem ao máximo! Moeda: Peso (você pode levar o real para fazer a troca de câmbio) Fuso horário: GMT-3 (Mesmo que Brasília) Idioma: Castellano Código do País: +54 Vacina: Não exige nenhuma comprovação de vacina. Documentação: Brasileiros podem viajar para Buenos Aires portando Passaporte ou RG.   O QUE FAZER EM BUENOS AIRES La Boca Caminito / La Bombonera / Museo de la Pasión Boquense / Calle Nocochea / Fundação Proa / Museu Quinquela Martín O bairro de La Boca passou por ampla revitalização nos últimos anos. Desde 2012 é o Distrito das Artes e abriga centros culturais, excelentes opções de restaurantes, bares e diversas atrações culturais. Se antes La Boca era uma parada rápida de 2h, saiba que para aqueles que gostam de artes, história e gastronomia, vale a pena dedicar mais tempo. Não deixe de visitar o Caminito, com suas fachadas coloridas e dançarinos de tango. No estágio La Bombonera, casa do tradicional Boca Juniors, fica o Museo de la Pasión Boquense que conta a história de mais de 100 anos do time que revelou Maradona. Como ir? Ônibus, táxi ou ônibus turístico.   Casa Rosada Na sede do governo, é possível fazer um tour guiado pela Casa Rosada, mas, para isso, é preciso acessar o site e preencher os dados necessários. Link do site: www.visitas.casarosada.gob.ar   Puerto Madero Pertinho da Casa Rosada e do Centro Cultural Kirchner, merece mais atenção do que uma parada para refeição. Com inúmeras opções de restaurantes (para todos os bolsos) e bares, Puerto Madero é um eterno hot spot. Não deixe de tirar uma foto na Puente de la Mujer e aproveite para atravessar o Rio de la Plata para conhecer melhor o bairro super moderno, com galerias de arte, lojas e restaurantes.   Os Parques de Buenos Aires Você já deve ter ouvido que se nunca foi à Europa, a capital argentina pode ser uma boa introdução. Alguns dos parques mais famosos de Buenos Aires são: - Jardim Botânico; - Jardim Japonês; - Passeo del Rodesal no Parque 3 Febrero e a famosa Flor Metálica; - Parque Costanera Sur do outro lado de Puerto Madero é a melhor opção para atividades físicas ao ar livre (dica para os esportistas de plantão).   Rotas dos Museus Buenos Aires é uma cidade muito bem servida de museus dos mais variados estilos. O Museu Malba e o Museu Nacional de Arte Moderna são ótimas opções para apreciar a arte latino-americana e contemporânea.   Outros pontos de Buenos Aires que merecem ser visitados - Teatro Cólon; - Livraria El Ateneo; - Passear pelo bairro Belgrano; - Feira de San Telmo; - Bairros Recoleta e Palermo, ótimos para caminhadas; - Arcos District Premium Outlet; - Calle Florida; - Obelisco. 

Piauí - Estado verde e lindo! = Clube Turismo Online Piauí - Estado verde e lindo!

Piauí pode não ser o primeiro estado que você pensa quando quer viajar, porém, ele pode te surpreender com alguns atrativos que nenhum outro lugar possui, como as inscrições rupestres na Serra da Capivara, que atraem curiosos de todo o mundo. Confira alguns destaques e programe sua próxima aventura para desvendar o Piauí. Principais destinos Teresina - Mesmo sendo uma cidade industrial, Teresina mantém áreas preservadas em plena região urbana, como a do Parque Ambiental Encontro dos Rios (Poti e Parnaíba), com restaurante, trilhas, mirantes e áreas para a prática de esportes aquáticos. Na ponte estaiada João Isidoro França há um mirante que dá vista para a cidade e para o rio Poti. Para conhecer o artesanato piauiense, visite o Polo Cerâmico. Não deixe de provar a Cajuína, bebida mais popular do Piauí, feita a base de caju. Parque Nacional Serra da Capivara - Este é um parque arqueológico impressionante, inscrito pela UNESCO na lista do Patrimônio Mundial. Um conjunto de chapadas e vales abrigam sítios arqueológicos com pinturas e gravuras rupestres, além de outros vestígios do cotidiano pré-histórico.Em 1991, a UNESCO inscreveu o Parque Nacional Serra da Capivara na lista do Patrimônio Mundial, a título Cultural, em razão da importância dos registros rupestres existentes nos seus sítios arqueológicos. A Fundação Museu do Homem Americano (FUMDHAM) é a responsável por preservar esse patrimônio. Parnaíba - Já pensou em viajar três estados em um roteiro só? A rota das Emoções é um roteiro em 4 x 4, que passa pelo Delta do Parnaíba, por Jericoacoara e pelos Lençóis Maranhenses, com duração de vários dias. Em Parnaíba a pedida é o passeio de barco no Delta. Dá para ver o mangue, as dunas, as carnaúbas, as anhingas e mais de 70 ilhas fluviais. Uma parada interessante é na Baía do Caju. Na volta, aproveite e admire a revoada dos guarás. A lagoa do Portinho e a praia da Pedra do Sal também são boas pedidas para quem quer tomar um bom banho.  

Pará - A porta de entrada para Amazônia = Clube Turismo Online Pará - A porta de entrada para Amazônia

Sendo o segundo maior estado do Brasil, o Pará é detentor de cerca de 50% dos atrativos naturais da região amazônica, além de ser dono de uma culinária exótica, riqueza arquitetônica e cultural de encantar qualquer um, e ainda abençoado pela natureza. Como porta de entrada para a Amazônia, o estado oferece grandes atrativos aos turistas. O estímulo à atividade turística se dá por obras que embelezam as cidades e os pólos turísticos paraenses, que contemplam diversas vertentes, em sua maioria valorizando suas raízes e pluralidade cultural. O processo de formação histórica do Pará é constituído de influências de inúmeras etnias e tradições que se revelam em seus conjuntos arquitetônicos, ricas manifestações culturais, religiosidade e gastronomia. Desde roteiros para quem curte aventura, trilhas, contato direto com a fauna e flora, até para quem busca tranquilidade em um litoral atlântico ou à margem de grandes rios. Belém A capital dispõe de uma infraestrutura turística pronta para o grande fluxo de visitantes que vem recebendo nos últimos anos. O Ver-o-Peso, a maior feira a céu aberto da América Latina, reúne centenas de barracas de frutas, peixes, ervas medicinais, temperos, doces, essências e artesanato. Perfeito para experimentar o que existir de mais exótico da cultura paraense. Logo ao lado do mercado Ver-o-Peso está a Estação das Docas, um polo turístico de 32 mil metros quadrados dividido em três armazéns de ferro que foram transformados em um grande centro turístico, oferecendo diversas opções de entretenimento, como restaurantes de luxo, exposições de arte e shows à orla da capital. O Theatro da Paz, o parque Mangal das Garças e a Basílica de Nossa Senhora de Nazaré, ponto de partida da maior festa religiosa do país, o Círio de Nazaré, complementam os atrativos turísticos da cidade. Alter do chão Uma aldeia de pescadores aos arredores de Santarém, qual acesso se dá apenas por barco ou avião, Alter do Chão é caracterizado por inúmeras ilhas banhadas pelas águas do Rio Tapajós, sendo eleita como o Caribe Brasileiro pelo jornal britânico The Guardian. Além disso, o cenário paradisíaco também foi eleito como o detentor da praia de água doce mais bonita do mundo e o lugar ideal para aproveitar o verão amazônico, entre os meses de agosto a dezembro. Os turistas podem fazer caminhadas ecológicas e visitar áreas de preservação, também é possível fazer passeios de barcos e lanchas para os lagos e a Floresta Nacional do Tapajós. Xingu A paisagem natural da região se caracteriza pela floresta densa, com árvores de grande porte, fauna rica e diversificada. Uma região que atrai os amantes da pesca esportiva, onde já existe o Sítio Pesqueiro do Xingu. A questão indígena transformou o Xingu em uma marca internacional, sendo o terceiro maior parque indígena do mundo. Atualmente, vivem na área índios de 14 etnias diferentes pertencentes aos 4 grandes troncos linguísticos indígenas do nosso país, tornando a região um lugar perfeito para o etnoturismo no Brasil. Ilha do Marajó A apenas 3 horas da capital, de barco ou balsa pelas baías do Guajará e do Marajó, é o maior arquipélago fluvial e marítimo do mundo, sendo imperdível aos que querem conhecer o melhor do estado. O arquipélago do Marajó é dividido em 16 municípios, sendo Soure, Salvaterra e Ponta de Pedras os destinos consolidados para os segmentos turísticos cultural, rural e ecoturismo, além de sua natureza exuberante, belas praias e fazendas de búfalos. Símbolos da ilha, os búfalos são vistos facilmente em grandes manadas ou dispersos nas áreas urbanas. Os fãs dos esportes de aventura também se divertem na área com a prática de caminhadas na selva, rafting e ciclismo pelas praias. Fonte: setur.pa.gov.br / uol.com.br

Ceará - Terra da luz, do mar e do amor! = Clube Turismo Online Ceará - Terra da luz, do mar e do amor!

O Ceará é um dos estados com maior faixa litorânea do Brasil e é também um dos mais agitados e descontraídos. Os cearenses têm a fama de serem os mais bem humorados do país, e com tanto mar e sol o ano todo, até que dá pra entender o motivo dessa felicidade toda! As praias de maior destaque são: Jericoacoara (incluindo Lagoa Azul e Lagoa do Paraíso), Praia do Futuro, Canoa Quebrada, Cumbuco, Praia de Flecheiras, Praia de Morro Branco, Praia de Ponta Grossa, Praia de Tatajuba, Lagoinha, Porto das Dunas. O Ceará é cercado por formações de relevo relativamente altas, como chapadas e cuestas, que nada mais é que uma forma de relevo em que colinas e montes têm um declive não simétrico. A oeste é delimitado pela Serra da Ibiapaba; a leste, parcialmente, pela Chapada do Apodi; ao sul, pela Chapada do Araripe; e, ao Norte, pelo Oceano Atlântico. Vem dessa cercania de altos relevos delimitantes do território o nome de Depressão Sertaneja dado à área central. O estado está no domínio da caatinga, com período chuvoso restrito a cerca de quatro meses do ano e alta biodiversidade adaptada. O estado é, ainda, o único a estar completamente inserido na sub-região do sertão. A sazonalidade característica desse bioma se reflete em uma fauna e flora integradas às condições semiáridas.   Principais destinos:   Fortaleza - Atrações não faltam na capital cearense. A começar pela bonita orla central formada pelas praias de Iracema, Meireles e Mucuripe, unidas pela Avenida Beira Mar, ponto de encontro de turistas e moradores ao entardecer. A 11 quilômetros do Centro, a praia do Futuro é perfeita para um mergulho com muita mordomia - as diversas barracas oferecem não só as típicas patinhas de caranguejo, mas também duchas de água doce, cadeiras, guarda-sóis e muita animação. Jericoacoara - Já popularmente conhecida por Jeri, é um lugar fora do comum, que coloca em cheque a lógica da vida urbana e do tempo. Por estar localizada em uma península, Jericoacoara tem mar tanto a leste como a oeste, o que o torna um dos poucos lugares do Brasil continental onde é possível ver o nasce. Jeri surpreende na oferta de atividades turísticas e de lazer que vão além de passar o dia na barraca de praia ou tostando no sol. O destino também oferece diversas opções de ecoturismo, atividades de aventura e turismo cultural para agradar aos mais exigentes e diversificados perfis de turista. Os pontos de visitação mais procurados são Tatajuba, Mangue Seco e Rio Guriú, Lagoa do Paraíso, Lagoa Azul e Lagoa do Pinguela. Beach Park - Considerado uma das principais âncoras turísticas do Ceará, o Beach Park está localizado a 20 minutos de Fortaleza, na praia do Porto das Dunas. O local recebe anualmente mais de 1,7 milhão de visitantes de diversos lugares do mundo e é composto por uma estrutura de lazer formada por um parque aquático, com 18 grandes atrações e experiências únicas de descida em toboáguas. O Beach Park conta ainda com quatro resorts de padrão internacional; um restaurante de praia com delícias regionais e um sofisticado lounge de frente para o mar!

Pernambuco - Rico, belo e cheio de história! = Clube Turismo Online Pernambuco - Rico, belo e cheio de história!

Do Litoral ao Sertão, Pernambuco é só beleza. É o destino certo para quem procura o melhor das riquezas naturais do Nordeste, com um extenso e apreciado litoral de águas mornas e cristalinas. Os cenários convidativos de praias paradisíacas como Tamandaré e Porto de Galinhas são apenas alguns dos inúmeros atrativos se sobressai, ainda, na magnitude e importância histórica de suas tradições culturais, como os festejos carnavalescos e juninos. Principais destinos: Recife / Olinda - Cidades irmãs, que comemoraram aniversário juntas, são ambas cheias de beleza e história e possuem um dos carnavais mais disputados do Brasil. As duas cidades são muito próximas e parada obrigatória de qualquer viajante que passe por Pernambuco. Praia de Boa Viagem - Durante a visita à praia de Boa Viagem, os turistas podem conhecer a beleza das piscinas naturais banhadas pelas águas cristalinas do Oceano Atlântico e praticar esportes náuticos como a natação e o mergulho turístico, além de bronzear-se e relaxar enquanto admira a paisagem ímpar do litoral sul da capital pernambucana. Fernando de Noronha - No Arquipélago, se tem a sensação de estar em uma parte do Brasil que deu certo, são 17 quilômetros quadrados à 545 km da costa pernambucana, onde vive uma população de apenas 3.500 habitantes e o turismo é desenvolvido de forma sustentável, criando a oportunidade do encontro equilibrado do homem com a natureza em um dos santuários ecológicos mais importantes do mundo. Porto de Galinhas - Localizada a 80km de Recife, a vila de Porto de Galinhas é apenas um dos encantos da badalada região. As praias de Muro Alto, do Cupe e de Maracaípe também arrancam suspiros dos turistas e até mesmo dos moradores locais. O tom surpreendente da água é característico do litoral pernambucano – e do nordeste brasileiro – e muda conforme a maré e o período de chuvas. Garanhuns - Na região serrana do Planalto da Borborema, é também conhecido como a Suíça Pernambucana, por causa de seu clima ameno no verão e temperaturas baixas no inverno, atípico para o resto da região. O município se localiza numa região montanhosa do Planalto da Borborema, estando numa altitude média de 896 m. A cidade está localizada entre sete colinas. O clima de Garanhuns atrai muitos turistas tanto no verão quanto no inverno. Destacam-se vários pontos turísticos, como o Relógio das Flores (Praça Tavares Correia), o Palácio Celso Galvão, o Parque Euclides Dourado (ou Parque dos Eucaliptos), o Parque Ruben Van Der Linden (ou Parque Pau-Pombo), o Castelo de João Capão, o Cristo do Magano, o Mosteiro de São Bento, o Monumento do Ipiranga, o Seminário São José e as Sete Colinas. Petrolina - Petrolina reúne, as águas do Velho Chico garantem o lazer. Na "orla", a diversão é garantida por conta dos restaurantes, bares, sorveterias, pista de Cooper. Para entrar no clima da região, vale visitar o Museu do Sertão. São quatro galerias tomadas por móveis, armas de cangaceiros, documentos, fotos e objetos que contam a história de Petrolina e arredores. Também merece uma visita a Catedral do Sagrado Coração de Jesus - em estilo neogótico, reúne 57 belos vitrais franceses. Inclua no roteiro um passeio pela rua Barbosa Lima, também chamada de Petrolina Antiga, repleta de construções do século 20.

Portugal - Dica do Viajante = Clube Turismo Online Portugal - Dica do Viajante

DEPOIMENTO DO VIAJANTE: “Portugal é um país fantástico, com particularidades incríveis para o viajante que vai a esse país. Em pouco tempo você vai de uma cidade a outra, pois o transporte público funciona bem, tem o metrô, ônibus, os street cars e o famoso bondinho. Em Lisboa existe um ônibus que leva os turistas nos principais pontos turísticos da cidade. O bairro alto é um local voltado para o público jovem pois lá encontramos vários pubs. A gastronomia de Portugal é muito rica, como os pratos famosos de bacalhau e o pastel de belém. Não deixe também de visitar o mosteiro de Jeronimo e a torre de belém.” - Ronildo Moura (Tangará da Serra, MT)

África do Sul - Cidade do Cabo = Clube Turismo Online África do Sul - Cidade do Cabo

DICA DO VIAJANTE “Fiz um intercâmbio em 2009. Gostei muito do clima, das pessoas e do curso. Visitei vários lugares, como praias, montanhas, museus. Uma dica que eu deixo, e que recebi é, como o voo tem conexão, não aceitar a ajuda das pessoas no aeroporto de Johanesburgo, a não ser que a mesma seja funcionário. Como eles acharam que eu era indiana, nem fui revistada, já minha amiga, eles disseram que parecia uma sul africana, foi revistada por 3 vezes, achei super preconceituoso. Quanto ao transporte público, é quase inexistente. Então é melhor contratar o transporte em alguma agência, ou andar de táxi. Quem tem vontade de fazer um intercâmbio para aprender inglês lá, acho super válido, pois o custo é bem mais baixo do que em outros países.” Roberta Ribeiro, (Duque de Caxias, Rio de Janeiro)

Sergipe - Histórico e incrível! = Clube Turismo Online Sergipe - Histórico e incrível!

Sergipe, assim como os demais estados do Nordeste, possui um grande acervo edificações históricas que recontam o período da colonização e transportam o viajante para uma época distante, proporcionando uma viagem no tempo de volta ao século XVI. As cidades de São Cristóvão, quarta mais antiga do Brasil, e Laranjeiras, possuem edificações muito preservadas e recontam um pouco da história do nosso país. Entre as belezas naturais, praias deslumbrantes e os Cânions do Xingó, um vale profundo, com 65 quilômetros de extensão, 170 metros de profundidade e largura que varia de 50 a 300 metros. Impressionante, não é? Principais destinos: Aracaju - Os visitantes que chegam a Aracaju se encantam com as belezas da capital sergipana. A cidade é famosa por sua qualidade de vida, sol, belas praias, praças arborizadas que se harmonizam com os manguezais, ruas e avenidas. Umas praias mais famosas é a de Atalaia. Sua orla de fácil acesso e o mar de com águas calmas e mornas proporcionam aos visitantes uma boa caminhada em suas extensas faixas de areia fina. Lá é possível também conhecer o Oceanário com parque infantil e degustar pratos típicos na Passarela do Caranguejo. Cânions do Xingó - Com a construção da barragem da Usina Hidroelétrica de Xingó no Rio São Francisco, deu-se origem a um cânion, formado por um vale profundo, com 65 quilômetros de extensão, 170 metros de profundidade e largura que varia de 50 a 300 metros. O visual é muito bonito, com rochas de granito avermelhado e cinza na encosta, além das diferentes espécies de aves e répteis na caatinga, vegetação do local. Também se pode contar com os passeios dos catamarãs Cotinguiba e Delmiro Gouveia e da Escuna Maria Bonita que oferecem variadas opções de passeios náuticos no lago de Xingó, que possui as mais belas paisagens do Cânion do Rio São Francisco, sendo o quinto maior do mundo e o maior em extensão navegável , possui águas verdes e transparentes.

Maranhão - Grande, diverso e deslumbrante! = Clube Turismo Online Maranhão - Grande, diverso e deslumbrante!

Com uma área de 331.983 Km², ou seja, 3,9% do território brasileiro, o Maranhão é o oitavo maior Estado em extensão territorial do Brasil, e o segundo maior Estado do Nordeste, ficando atrás apenas da Bahia. As divisas territoriais que configuram o estado do Maranhão são de extrema abundância e diversidade natural, caracterizada, sobretudo pelo encontro de dois importantes ecossistemas: o Ecossistema Amazônico, que se manifesta do noroeste até o sertão do estado, e do Ecossistema Cerrado, distribuído em duas partes, do leste para o centro. É também uma terra de cultura e história imponentes, herança cultural dos movimentos colonizadores europeus – francês, holandês e português. Entre fortificações, conflitos de colonos e religiosos missionários, entre as influências da Companhia do Comércio do Maranhão e do Grão Pará, e da influência das economias da cana-de-açúcar e do algodão. (Fonte: Governo do Maranhão) Gastronomia - A culinária maranhense surgiu de uma mistura de influências de europeus, índios, africanos e outros povos, uma surpreendente união de sabores que resultou em um delicioso e vasto repertório de receitas. É até difícil dizer qual dos pratos maranhenses melhor satisfaz esse exigente sentido chamado paladar. Confira alguns destaques de dar água na boca: Arroz de cuxá - Tem como tem como principal ingrediente uma folha azedinha chamada vinagreira, além de camarão seco e gergelim. Vai muito bem com frutos do mar. Caldeirada e torta de camarão, de sururu e caranguejo, Peixada à base da nobre pescada, anchova na brasa; O camarão grelhado preparado em Atins.   Principais destinos:   São Luis / Alcântara - A capital São Luís recebeu da UNESCO, em 1997, o título de Patrimônio Histórico-Cultural da Humanidade, por sua importância enquanto cidade colonial com seus casarões revestidos de azulejos portugueses pintados à mão. Alcântara, sede da aristocracia maranhense, foi a primeira cidade do estado tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Hoje, suas ruínas guardam a memória desse tempo glorioso e dividem atenções com o ícone tecnológico do estado: o Centro de Lançamento de Alcântara, o segundo centro de lançamentos de foguetes do Brasil. Pacata e tranquila, a cidade é cercada por uma natureza exuberante e é, sem dúvida, a mais imponente cidade histórica da Amazônia Legal. Lençóis Maranhenses - Onde mais você poderia encontrar um deserto repleto de lagoas com 155 mil hectares de paisagem deslumbrantes, cheio de dunas com até 40 metros de altura e lagoas de água doce e cristalina? Os Lençóis Maranhenses ficam no litoral oriental do Maranhão e compreende os municípios de Humberto de Campos, Primeira Cruz, Santo Amaro e Barreirinhas, este último sendo o principal portão de entrada para esta fantástica beleza natural. São O Parque é considerado uma formação geológica rara no planeta, apresentando um ecossistema único e riquíssimo. As dunas chegam do litoral adentrando em até 25 Km da costa e as inúmeras e límpidas lagoas se formam com as chuvas do período chuvoso que vai de dezembro até abril. A melhor época para se visitar os Lençóis é de maio até o início de outubro, sendo o ápice nos meses de junho e julho, quando as lagoas estão cheias e indicadas para mergulhos. Mas isso não quer dizer que o Parque não ofereça atrações durante os outros seis meses do ano. O convívio com a cultura e comunidades locais, entretenimento e aventura nas dunas do Parque é o que não faltam. Delta das Américas - Localizado a nordeste do Estado, na divisa com o Piauí, o Delta envolve a região sob influência do Delta do Rio Parnaíba, que tem setenta por cento da sua área no Maranhão. Tutóia, Paulino Neves e Araioses são os principais municípios. Deste último partem excursões turísticas para o Delta. Em Tutóia as atrações imperdíveis são as praias do Arpoador e Namorados, as Lagoas da Taboa, Jacaré, da Areia e Lagoinha. Em Araioses os destaques são as praias do Farol, do Caju, dos Guarás e dos Poldros, as ilhas do Caju, dos Poldros, do Carrapato, Carnaubeiras e Canárias, a igreja de Nossa Senhora da Conceição, do século XIX. Delta do Rio Parnaíba - Este é o 3º maior delta oceânico do mundo. Raro fenômeno da natureza que ocorre apenas no rio Nilo, na África, e Mekong, no Vietnã. Sua configuração se assemelha a uma mão aberta, onde os dedos representam os principais afluentes do Parnaíba, que se ramificam formando um grandioso santuário ecológico. Rios, flora, fauna, dunas de areias alvas, banhos em lagoas e de mar são alguns atrativos que o lugar oferece. Inesquecível!! Chapada das Mesas - O Parque Nacional da Chapada das Mesas protege 160.046 hectares de Cerrado nos municípios de Carolina, Riachão, Estreito e Imperatriz, no centro-sul do Maranhão. FONTE - http://www.turismo.ma.gov.br/roteiro-chapada-das-mesas/

India - Rishikesh, a Capital da Yoga = Clube Turismo Online India - Rishikesh, a Capital da Yoga

DICA DO VIAJANTE: “Rishikesh, também conhecida como capital mundial do Yoga, é uma cidade localizada no estado de Uttarakhand no norte da Índia, aos pés dos Himalaias. Banhada pelo rio Ganges, é um destino sagrado para os Indianos. Pessoas do mundo inteiro visitam o local em busca de espiritualidade. Lá se encontram muitos Gurus em seus Ashrams, sendo o mais famoso o Parmath Niketan, onde todos os dias ao pôr-do-sol é possível participar de um aarti, uma cerimônia em homenagem ao rio sagrado. Se banhar no Ganges também é uma experiência imperdível, principalmente porque em Rishikesh ele ainda é limpo. Em Rishikesh é proibido o consumo de qualquer tipo de carne, mas os visitantes não reclama já que a grande maioria deles é compostas por vegetarianos e mesmo aqueles que não o são aprovam a culinária do local, composta por ensopados, pães e arroz, tudo muito bem temperado com masala (mistura de temperos). Chegar no paraíso no entanto não é fácil, eu peguei um voo de 12 horas de São Paulo a Amsterdan, de lá outro voo de 8 horas até Delhi. Em Delhi outro voo de 1 hora até a cidade de Dehradun e de lá mais um taxi (em torno de 30 minutos) até Rishikesh. Outra possibilidade é fazer escala em Dubai ou em algum país da África. A Índia é um país cheio de mistérios, de uma cultura riquíssima, simplesmente incrível. Todos os guias existentes e relatos não conseguem te preparar para o que vai encontrar ao sair do aeroporto, é preciso ver e sentir por si mesmos. Tudo na Índia é muito, muito trânsito, muito barulho, muita poluição, muitas cores, muitos cheiros, e claro, muita gente. A melhor descrição que já li, "a Índia é um caos organizado", se comprova a todo momento em um trânsito onde a buzina é lei, onde tuc tucs, motos, carros, camelos, elefantes, vacas e pessoas se locomovem em todas as direções. Partir nessa viagem, sozinha, foi a experiência mais incrível da minha vida, mas não recomendo para qualquer um, costumo dizer que a Índia é para os fortes.” Ananda Rivelli, Minas Gerais.

Nova Zelândia - O paraíso isolado = Clube Turismo Online Nova Zelândia - O paraíso isolado

A Nova Zelândia é um dos países mais desenvolvidos e industrializados do mundo, e suas cidades também estão entre as mais habitáveis do planeta. Este pequeno país alia qualidade de vida e cultura a uma natureza exuberante composta fiordes, montanhas, paisagens remotas e paradisíacas. A boa fama desse paraíso da Oceania, composto de diversas ilhas, não é à toa. Ele se posiciona sempre no topo das comparações internacionais sobre desenvolvimento humano, educação pública, baixa corrupção, democracia, proteção das liberdades civis e dos direitos políticos. Além disso, devido ao seu relativo isolamento no sudoeste do Oceano Pacífico, o país desenvolveu um ecossistema único que proporciona aos seus habitantes paisagens de tirar o fôlego e o contato com uma fauna mais que peculiar. Com pouco mais de 4,5 milhões de habitantes, o país cenário dos filmes da franquia "O Senhor dos Anéis" e "O Hobbit" também é um dos queridinhos de quem não só procura belezas naturais exuberantes para turismo, como também dos intercambistas devido ao seu alto posicionamento no ranking dos países que mais investem em educação e por todas as suas universidades se encontrarem nas listas de melhores do mundo, além de que por manter uma postura pacífica, encontra-se fora da lista de ataques terroristas ou conflitos políticos e religiosos. Queenstown Apesar de ser uma cidade pequena, com pouco mais de 20 mil habitantes, a cidade é conhecida como “a capital mundial dos esportes radicais”. Badalada e bastante procurada para a prática de esportes de inverno por estar rodeada por montanhas, onde se localizam muitas estações de ski, Queenstown também atrai viajantes de todo o mundo para a prática de esportes náuticos, por ser banhada pelo lago Wakatipu. Na época de alta temporada, a população da cidade chega a triplicar com viajantes do mundo inteiro. Wellington Sofisticada e compacta. Segundo a Lonely Planet, Wellington é "a menor e mais interessante capital do mundo". Famosa por sua cultura, arte e beleza natural, a capital neozelandesa oferece atrações para os mais diversos públicos, desde passeios de compras e viagens gastronômicas, a programas em família e contato com o melhor da vida selvagem do país. Muitas vezes chamada de "Wellywood", a cidade é o centro da indústria cinematográfica da Nova Zelândia. Wellington é um prato cheio para o viajante cinéfilo por ser a casa de produções do cinema mundial. Lá você pode passear pelas locações onde foram gravados filmes como "As Crônicas de Nárnia", "King Kong" e "Avatar". Auckland Mesmo que Wellington seja a capital, Auckland é o principal centro financeiro e econômico da Nova Zelândia. A cidade é tida como a mais cosmopolita do país por ao mesmo tempo abrigar a maior população polinésia de qualquer cidade do mundo, uma grande população de descendência europeia e o povo nativo, os maoris. Para os visitantes, Auckland oferece uma excelente mistura de atividades urbanas e contato direto com a natureza. É lá que fica localizada a torre que é um dos símbolos do país, a SkyTower, de 328 metros, sendo a maior do hemisfério sul e uma das maiores do mundo. Dividida em 5 níveis, a torre fica no complexo SkyCity, que oferece para o turista desde hotéis, restaurantes, cassinos e até um cinema. Além da possibilidade de no topo da torre ter uma vista de 360 graus da cidade em um observatório e a prática do SkyJump, um salto de 192 metros de bungee jumping para os amantes de esportes radicais.

Moscou - A megacidade da Copa do Mundo 2018 = Clube Turismo Online Moscou - A megacidade da Copa do Mundo 2018

Largas avenidas, construções históricas, prédios modernos, um trânsito frenético e uma megacidade vibrante configuram Moscou, um dos 11 destinos que irão sediar a Copa do Mundo 2018, na Rússia. Com 12 milhões de habitantes, a capital russa é a segunda cidade mais populosa da Europa e a sexta mais populosa do mundo. Oferece ao turista experiências incríveis ligadas ao seu passado histórico e com foco no futuro, rica em símbolos culturais declarados como Patrimônio Mundial da Humanidade. Em consequência do período da Guerra Fria, a cidade passou um bom tempo quase que fechada para o turismo, mas pouco a pouco vem conseguindo reverter esse quadro e se mostrando uma ótima opção de destino a ser incluída na lista de quem já é fã das metrópoles cosmopolitas espalhadas pelo mundo. Praça Vermelha Muitos que conhecem, já afirmam que todo roteiro turístico a ser feito na capital russa deve começar pela praça que é conhecida como o coração da cidade e um dos pontos mais emblemáticos do país. Palco de vários acontecimentos ao longo da história, a Praça Vermelha recebe esse nome por seu nome em russo, "Красная площадь" (Krasnaya ploshchad), levar a palavra "красная" (krasnaya), que pode significar tanto "vermelha" como "bonita". No grande espaço também estão localizados a Catedral de São Basílio, o Museu Histórico Nacional e o Shopping GUM, antigo Mercado Universal do Governo, local de distribuição de alimentos na época da URSS que hoje é um shopping que abriga algumas das grifes mais famosas do mundo. Catedral de São Basílio Construída entre 1555 e 1561, sob a ordem do czar Ivan, o Terrível, a Catedral pertence à Igreja Ortodoxa Russa e a sua beleza é tão exuberante que mais parece um castelo de conto de fadas. Reza a lenda que o czar Ivan ficou tão satisfeito com a exuberância do monumento que mandou cegar o arquiteto responsável para que ele nunca mais pudesse construir algo semelhante. A catedral, que também funciona como parte do Museu Histórico do Estado, não tem um único espaço, mas sim vários, afinal de contas ela é, na verdade, a junção de 10 capelas. Suas torres alegóricas simbolizam chamas de uma fogueira em direção ao céu. O monumento é considerado Patrimônio Mundial da UNESCO desde 1990, juntamente com seus vizinhos: o Kremlin e a Praça Vermelha. Kremlin A palavra russa Kremlin significa "fortaleza" ou "forte". As primeiras cidades do país se formavam em torno de kremlins, que eram construções militares destinadas a proteger a terra contra os invasores estrangeiros. Hoje, com mais de 2km de comprimento, o monumento abriga séculos de histórias e é residência oficial do presidente da Rússia. Além de um um complexo com museus, galerias, e igrejas históricas para visitação. Teatro do Ballet Bolshoi Reconstruído e renovado diversas vezes, o teatro é um dos pontos emblemáticos e deslumbrantes de toda a Rússia, abrigando a academia de balé mais famosa do mundo. Além do balé, o Bolshoi é a segunda maior casa de ópera da Europa, tanto pelo tamanho como por sua excelente acústica. A arquitetura rica em detalhes, tanto externa quanto internamente, são de encher os olhos, mas o visitante que desejar apreciar mais esse símbolo europeu precisa ficar atento e se programar o quanto antes, pois os ingressos costumam esgotar muito rápido, uma vez que se trata do centro da cena artística russa.   Fontes: ilovetravel.com.br / wikipedia.com / imagensviagens.com

Chile - País de extremos = Clube Turismo Online Chile - País de extremos

Isolado do resto da América do Sul e do mundo, na altura do oeste dos Andes, o Chile possui o Oceano pacífico ao leste, o seco Deserto do Atacama ao norte e as águas impenetráveis da Patagônia ao sul. De seus extremos a sua capital cosmopolita, Santiago, em seu coração, as cidades do país irão de unir em 2018 para comemorar os 200 anos de independência do país. Neste extenso território de amplos horizontes, se deixe invadir pela sensação de estar vivo. Você pode se conectar com a natureza ou explorar terras primitivas. E, ao mesmo tempo, o povo chileno e toda sua cultura vão surpreender você com sua amabilidade e hospitalidade. Com o passar dos anos, o Chile tem se consolidado como um dos mais atraentes e valorizados destinos do nosso continente. Patagônia Uma área que se divide entre dois países, Chile e Argentina, a Patagônia é em grande parte desabitada, mas vários pontos em ambos os países possuem boa estrutura hoteleira e turística. A parte chilena da Patagônia compreende a região de Los Lagos, o sítio arqueológico de Monte Verde, as ilhas a sul das regiões de Aisén e Magallanes, incluindo o lado ocidental da Terra do Fogo e do Cabo Horn. Durante o verão, os dias são mais longos e o frio menos intenso, o que torna a melhor época para viajar para a extensa região. É de lá, inclusive, que partem as excursões para a Antártida e onde é possível apreciar as mais diferentes espécies de animais marinhos. Deserto de Atacama Destino para o ano inteiro, o Deserto do Atacama é o mais alto e mais seco do mundo, mas pode e merece ser visitado em qualquer época do ano. Para quem escolhe ir no inverno, será recompensado pelas paisagens de neve, já para quem decide ir no verão, a boa notícia é que os passeios, em sua maioria, acontecem nos períodos do dia de temperatura mais amena nesse oásis em plena sintonia com a natureza. No coração do deserto encontramos o pequeno vilarejo de San Pedro de Atacama, que recebe milhares de turistas todos os anos por sua paisagem singular, mas ainda assim preserva ruas de terra e arquitetura rústica. Sem aeroporto na cidade, os voos descem em Calama, que fica a pouco menos de 100 km. Santiago Porta de entrada para o país, Santiago do Chile tem atrações de tirar o fôlego, gastronomia e cultura ricas. Com sua arquitetura diversificada a começar pela Igreja de São Francisco, passando pelos modernos prédios espelhados que dividem cenário com os demais cheios de história para contar em uma cidade cosmopolita, Santiago é uma das capitais mais queridas da América do Sul. Se a época do ano escolhida para a viagem for o inverno, vale a pena conferir as estações de esqui que ficam perto da cidade, aproveitando o máximo da estadia. Ou, também ao redor da cidade, mas em outras épocas do ano, vale a pena partir de Santiago para conhecer as famosas vinícolas que ficam aos arredores e degustar os melhores vinhos da região.

Alagoas - Lar da Costa dos Corais = Clube Turismo Online Alagoas - Lar da Costa dos Corais

Principais Destinos Maceió - Conhecida como o Paraíso das Águas, Maceió abriga praias e piscinas naturais de águas cristalinas e mornas. Além de praia e sol, a cidade oferece aos seus apreciadores as lagoas, o artesanato do Pontal da Barra, museus, folguedos, teatros e igrejas. Praias Surf, stand up paddle, windsurf e uma gastronomia incomparável. É possível vivenciar todas essas experiências em um cenário único ao conhecer Maceió de ponta a ponta. De Pajuçara a Ipioca, a cidade prova o motivo de receber o título de orla mais bonita do Brasil! Costa dos Corais - A região Costa dos Corais, no Litoral Norte de Alagoas, carrega esse nome por possuir a segunda maior barreira de corais do mundo. As belas praias de águas mornas e piscinas naturais, além de resorts e belas pousadas de charme, formam o cenário. O turismo sustentável e a gastronomia de alto padrão, com pratos feitos a base de frutos do mar, são outros diferenciais que atraem os visitantes. Tranquilidade e requinte encontram o destino perfeito na Rota Ecológica, composta pelos municípios do Passo de Camaragibe, São Miguel dos Milagres e Porto de Pedras. São aproximadamente 55km cercados de vastos coqueirais e um imenso mar azul. Quilombos - A região Quilombola de Alagoas, na Zona da Mata, atrai, todos os anos, os visitantes interessados em conhecer o berço da resistência negra e o passado de luta e tradição do povo alagoano. No passeio à Serra da Barriga, em União dos Palmares, a identidade do povo quilombola permanece viva. No dia 20 de novembro, quando se comemora a Consciência Negra, o lugar recebe uma programação especial, com subida à Serra, tombada pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) . Caminhos do São Francisco - O banho nas águas doces do Rio São Francisco é uma experiência única para quem visita Alagoas. Aqui, o cenário se torna ainda mais deslumbrante através dos contrastes do sertão! Navegar por meio de embarcações no Velho Chico é vivenciar a dimensão da natureza. Durante o passeio é possível ver os paredões de arenitos, grutas e até pinturas rupestres, onde a aridez da terra contrasta com o leito do rio formando um belo cenário. O mergulho entre as formações rochosas em um dos melhores locais do Brasil para o banho de água doce é uma ótima pedida! Maragogi - Em Maragogi fica o maior conjunto de piscinas naturais de Alagoas, chamado de Galés. Quando a maré baixa, catamarãs levam turistas até o local. Suas praias têm mar tranquilo, areias alvas e densos coqueirais, destacando-se as de Barra Grande, Burgalhau, Peroba e São Bento. O passeio às piscinas naturais é imperdível, onde, a 6 quilômetros da costa, pode-se observar a Área de Proteção Ambiental onde estão os arrecifes de corais.

Bahia - Destino de todos os santos! = Clube Turismo Online Bahia - Destino de todos os santos!

O maior estado do Nordeste, um dos mais cosmopolitas e diversos do Brasil, a Bahia impressiona qualquer viajante. Culinária excepcional, um sotaque único e muitas coisas pra se ver e conhecer. Se você nunca foi à Bahia, está prestes a descobrir um pouquinho do que você está perdendo... Principais destinos Salvador - A capital baiana inspira espontaneidade, alegria e religiosidade. Seu histórico conjunto arquitetônico e suas igrejas remetem o visitante ao passado, quando Salvador era a capital do Brasil. Praias, festas e tradições culturais completam as opções para os turistas. Construída em dois andares, a cidade é historicamente uma das mais importantes da América. A evolução de seu perfil, visto da Baía de Todos os Santos, ao longo de mais de quatro séculos, é fascinante. Além disso, as contribuições de seu povo para a cultura brasileira e mundial são imensas. Chapada Diamantina - Localizada no coração da Bahia, a Chapada Diamantina é considerada um oásis em pleno sertão nordestino, com temperaturas amenas e reduto para diversas nascentes. Formada por dezenas de municípios, com quase 40 mil km², a região foi desenhada ao longo de bilhões de anos, quando as chuvas, os ventos e o rios esculpiram as rochas, criando vales e montanhas. Da exploração de minérios às mais diferentes formas de turismo, a Chapada ficou conhecida em todo o mundo pela sua beleza cênica. A cultura garimpeira deixou o seu legado e, junto com tantas outras, deu sentimento, sabor e identidade à Chapada. Com uma rica arquitetura, em grande parte, tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), o lugar é um reduto para o intercâmbio cultural entre nativos e turistas. Abrolhos - O Arquipélago de Abrolhos é conhecido pelos navegadores portugueses desde o século 16. Seus recifes, que podem ser um perigo para embarcações, justificam o nome do Arquipélago. Possui excelente área para mergulho autônomo e livre, pois as formações de corais abrigam grande diversidade de fauna marinha, formando grandes áreas de piscinas naturais. Porto Seguro - Sol e praia, história e cultura, esporte e natureza, festas, agito e badalação, enfim, as opções são muitas e variadas. A região conta com belas praias, um agitado carnaval e um ambiente aconchegante. Destaques para o museu de Porto Seguro, o memorial da Epopeia do Descobrimento, o Parque Nacional do Monte Pascoal, o Parque Municipal Marinho do Recife de Fora, o Arraial d´Ajuda Eco Parque, a Ilha dos Aquários, e a Estação Veracel. Trancoso - Trancoso, é uma vila tranqüila, charmosa, preservada, de freqüência jovem e globalizada. Há alguns anos, deixou de ser a vila rústica e isolada, descoberta pelos hippes nos anos 70 para se tornar o destino turístico dos antenados e vips. A calma continua no ar, mas agora já mesclada ao jeito de cidadezinha. Todo o charme desse vilarejo é cercado por praias belíssimas e uma natureza exuberante com um clima ameno o ano inteiro.  

Gramado - Dica do Viajante = Clube Turismo Online Gramado - Dica do Viajante

Dica do Viajante "Uma cidade encantadora, ruas floridas, arquitetura européia e sua gastronomia com uma infinita variedades de churrascarias, empórios, restaurantes, fondues, sopas, chocolates e suas famosas Casas de Cafés Coloniais. Um roteiro repleto de MUSEUS, como o Dreamland Museu de Cera, Harley Motor Show, Espaço Cultural Museu do Trem, Hollywood Dream Cards (exposição de carros antigos), Museu Minerais e Pedras Preciosas, Super Carros - Dream Cars (exposição de carros luxuosos), entre outros. PARQUES - Alemanha Encantada, Mini Mundo, Lago Negro, Aldeia do Papai Noel, Mundo Encantado, Snowland (atrações na montanha de neve), entre outros.. IGREJAS - Igreja São Pedro, Igreja do Relógio. OUTRAS ATRAÇÕES - Cine Embaixador - Palácio dos Festivais, Rua Coberta e a famosa Avenida Borges de Medeiros com suas lojas, shoppings e os irresistíveis chocolates. E em sua época natalina as encantadoras atrações do Natal Luz.” Bianca Castellani (Americana, São Paulo)

phone
Clube Turismo Online

Aqui você encontra todos os nossos contatos!