Uruguai - O vizinho charmoso

Destino Uruguai - O vizinho charmoso - Clube Turismo Online

Fazendo fronteira com a Argentina e com o Brasil, no estado do Rio Grande do Sul, o Uruguai é um de nossos vizinhos mais charmosos.

Com pouco mais de 3,5 milhões de habitantes, o Uruguai é o segundo menor país da América do Sul, mas um dos mais desenvolvidos economicamente e pioneiro em medidas relacionadas aos direitos civis e democratização da sociedade.

Seus principais centros possuem estilos e destaques diferentes, oferecendo diversidade ao viajante, com praias, cidades históricas, ecoturismo, luxo e aventura. Os uruguaios costumam ser receptivos e acolhedores com estrangeiros e o alto nível de segurança no país é um dos fatores que atrai milhares de turistas ao país.


Montevidéu

Capital e maior cidade do país, Montevidéu é sede-administrativa do Mercosul, mas sendo um grande centro latino com charme europeu, clima de interior raro em outras grandes cidades hispânicas da América do Sul, além de um Centro Histórico com casarões coloniais, praças e parques.

Às margens do rio da Prata, possui um serviço fluvial permanente que atravessa o Rio da Prata interligando com a capital argentina, Buenos Aires, facilitando para o turista aproveitar o melhor de cada em uma mesma viagem.

O passado histórico e a qualidade de vida são seus grandes atributos, onde o antigo e o moderno seguem de mãos dadas.


Punta del Este

Já considerado o balneário mais luxuoso da América do Sul pela revista Forbes, a pequena cidade costuma receber mais de um milhão de turistas durante o verão.

Com desde praias de águas calmas para crianças até as mais agitadas, uma variedade de lojas de grifes e galerias para os turistas, além de uma infraestrutura com pousadas charmosas, hotéis com serviço e acomodações impecáveis, e restaurantes com o melhor da gastronomia uruguaia.


Colônia do Sacramento

A duas horas de Montevidéu e a uma hora de barco desde Buenos Aires, passear por Colônia do Sacramento é como fazer uma viagem no tempo, já que o destino colonizado por portugueses foi preservado para manter seu aspecto original.

A riqueza histórica desta cidade é seu principal atrativo para os turistas do mundo todo que visitam o Uruguai.

 

Fontes: viveruruguay.com / wikipedia.org

Descreva as informações e características do lugar (clima, cultura, gastronomia, atrativos), assim como dicas de segurança e a sua experiência de viagem etc.
Declaro que li e estou de acordo com os termos
This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Conheça outros destinos

Uruguai - O vizinho charmoso - Clube Turismo Online Uruguai - O vizinho charmoso

Fazendo fronteira com a Argentina e com o Brasil, no estado do Rio Grande do Sul, o Uruguai é um de nossos vizinhos mais charmosos. Com pouco mais de 3,5 milhões de habitantes, o Uruguai é o segundo menor país da América do Sul, mas um dos mais desenvolvidos economicamente e pioneiro em medidas relacionadas aos direitos civis e democratização da sociedade. Seus principais centros possuem estilos e destaques diferentes, oferecendo diversidade ao viajante, com praias, cidades históricas, ecoturismo, luxo e aventura. Os uruguaios costumam ser receptivos e acolhedores com estrangeiros e o alto nível de segurança no país é um dos fatores que atrai milhares de turistas ao país. Montevidéu Capital e maior cidade do país, Montevidéu é sede-administrativa do Mercosul, mas sendo um grande centro latino com charme europeu, clima de interior raro em outras grandes cidades hispânicas da América do Sul, além de um Centro Histórico com casarões coloniais, praças e parques. Às margens do rio da Prata, possui um serviço fluvial permanente que atravessa o Rio da Prata interligando com a capital argentina, Buenos Aires, facilitando para o turista aproveitar o melhor de cada em uma mesma viagem. O passado histórico e a qualidade de vida são seus grandes atributos, onde o antigo e o moderno seguem de mãos dadas. Punta del Este Já considerado o balneário mais luxuoso da América do Sul pela revista Forbes, a pequena cidade costuma receber mais de um milhão de turistas durante o verão. Com desde praias de águas calmas para crianças até as mais agitadas, uma variedade de lojas de grifes e galerias para os turistas, além de uma infraestrutura com pousadas charmosas, hotéis com serviço e acomodações impecáveis, e restaurantes com o melhor da gastronomia uruguaia. Colônia do Sacramento A duas horas de Montevidéu e a uma hora de barco desde Buenos Aires, passear por Colônia do Sacramento é como fazer uma viagem no tempo, já que o destino colonizado por portugueses foi preservado para manter seu aspecto original. A riqueza histórica desta cidade é seu principal atrativo para os turistas do mundo todo que visitam o Uruguai.   Fontes: viveruruguay.com / wikipedia.org

India - Rishikesh, a Capital da Yoga - Clube Turismo Online India - Rishikesh, a Capital da Yoga

DICA DO VIAJANTE: “Rishikesh, também conhecida como capital mundial do Yoga, é uma cidade localizada no estado de Uttarakhand no norte da Índia, aos pés dos Himalaias. Banhada pelo rio Ganges, é um destino sagrado para os Indianos. Pessoas do mundo inteiro visitam o local em busca de espiritualidade. Lá se encontram muitos Gurus em seus Ashrams, sendo o mais famoso o Parmath Niketan, onde todos os dias ao pôr-do-sol é possível participar de um aarti, uma cerimônia em homenagem ao rio sagrado. Se banhar no Ganges também é uma experiência imperdível, principalmente porque em Rishikesh ele ainda é limpo. Em Rishikesh é proibido o consumo de qualquer tipo de carne, mas os visitantes não reclama já que a grande maioria deles é compostas por vegetarianos e mesmo aqueles que não o são aprovam a culinária do local, composta por ensopados, pães e arroz, tudo muito bem temperado com masala (mistura de temperos). Chegar no paraíso no entanto não é fácil, eu peguei um voo de 12 horas de São Paulo a Amsterdan, de lá outro voo de 8 horas até Delhi. Em Delhi outro voo de 1 hora até a cidade de Dehradun e de lá mais um taxi (em torno de 30 minutos) até Rishikesh. Outra possibilidade é fazer escala em Dubai ou em algum país da África. A Índia é um país cheio de mistérios, de uma cultura riquíssima, simplesmente incrível. Todos os guias existentes e relatos não conseguem te preparar para o que vai encontrar ao sair do aeroporto, é preciso ver e sentir por si mesmos. Tudo na Índia é muito, muito trânsito, muito barulho, muita poluição, muitas cores, muitos cheiros, e claro, muita gente. A melhor descrição que já li, "a Índia é um caos organizado", se comprova a todo momento em um trânsito onde a buzina é lei, onde tuc tucs, motos, carros, camelos, elefantes, vacas e pessoas se locomovem em todas as direções. Partir nessa viagem, sozinha, foi a experiência mais incrível da minha vida, mas não recomendo para qualquer um, costumo dizer que a Índia é para os fortes.” Ananda Rivelli, Minas Gerais.

O espetáculo do Pantanal Mato-Grossense - Clube Turismo Online O espetáculo do Pantanal Mato-Grossense

Situado no sul de Mato Grosso e no noroeste de Mato Grosso do Sul, passando pelo norte do Paraguai e leste da Bolívia, o Pantanal Mato-Grossense é ideal para o ecoturismo e para qualquer amante da natureza. O bioma reúne centenas de espécies de plantas e animais silvestres, muitos destes em perigo de extinção. São mais de 180 rios em toda a sua extensão e uma variação de entre a paisagem amazônica, o cerrado e o chaco boliviano, que sofrem influência direta de sua localização geográfica e das chuvas. O pantanal, de mais de 200 mil quilômetros quadrados, foi considerado como Patrimônio Natural Mundial e Reserva da Biosfera, pela UNESCO, em 2001. Essa imensa variedade de vida é um dos mais belos espetáculos da natureza do nosso país e do mundo. Dentro do pantanal, está localizado o Parque Nacional do Pantanal Mato-Grossense, administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).   Ao sudoeste do Mato Grosso, só é possível conhecer o Parque Nacional por completo com prévia autorização, em passeios de lanchas ou com os barcos-hotel. Por toda a região do pantanal, divida entre três países e dois estados brasileiros, o turista encontra atrações como passeios a cavalo, de barco, pesca, trilhas e safari fotográfico. Por causa da alternância entre períodos secos e úmidos, a paisagem pantaneira nunca é a mesma. A melhor época de visitação é no mês de outubro, quando por estar no período da seca, se torna mais fácil a observação da incrível flora e uma das maiores concentrações de fauna selvagem do planeta.   Fonte: mt.gov.br / ecoviagem.uol.com.br  

phone
Clube Turismo Online

Aqui você encontra todos os nossos contatos!