TOP 3 destinos dos Ribeirãopretanos

Destino TOP 3 destinos dos Ribeirãopretanos - Clube Turismo Online
1-) Fernando de Noronha
Fernando de Noronha é um presente aos brasileiros. Quem ainda não foi, programe-se para ser sua próxima viagem, aqui é um destino que todo brasileiro deveria ir pelo menos uma vez na vida. E os ribeirão-pretanos já estão fazendo isso. E antes que pense que é muito caro ir para lá, muita calma que indo nas épocas de baixa temporada, além de sentir que a ilha é só sua, cabe no bolso também. 
 
Em Noronha, você sente que o relógio está sendo simpático em andar bem lentamente para que seja possível aproveitar cada suspiro nas paisagens paradisíacas. Mas atenção, a ilha é conhecida por receber festas baladas e celebridades, porém são eventos esporádicos. No resto do tempo, a ordem aqui é acordar cedinho para mergulhar em alto mar, flutuar no Porto de Santo Antônio, assistir ao pôr do sol na Cacimba do Padre e contemplar. Perde muito quem se apega à internet (o sinal é ruinzinho) e smartphone para postar fotos enquanto está ali. Minha sugestão: Noronha é contemplação, é respirar um puro, sentir a verdadeira tranquilidade, é tirar uma foto panorâmica para colocar em destaque na sua sala. 
 
A cereja do bolo: gastronomia. Para quem aprecia uma refeição pensada com amor e elegância do início ao fim, Fernando de Noronha não fica para trás de nenhuma metrópole. 
 
 
2-) Florianópolis 
Florianópolis está entre os cinco destinos queridinhos dos ribeirão-pretanos. Motivo? Em Floripa é uma ótima pedida o ano todo: pulsa alegria e festa no verão, e no inverno a combinação perfeita de frio, pinhão e vinho.  Aqui se come, sem a menor sombra de dúvidas, a melhor porção de camarão frito no charmoso distrito de Santo Antônio de Lisboa. Florianópolis é para quem busca praias e resorts glamourosos e para quem curte atrativos culturais, história e paisagens pouco exploradas. Engana-se quem acha que três dias são suficientes, são tantas praias, trilhas, bares e restaurantes imperdíveis que uma semana ali ainda deixa saudades. 
 
Some-se a isso a enorme quantidade de praias e cidades gostosas no seu entorno: tem Balneário de Camboriú cidade que te abraça como se fosse um morador dali e pertinho do Parque Beto Carreiro. Tem Santo Amaro da Imperatriz com suas águas termais e cachoeiras para sair dali revigorado e tem ainda Imbituba, que além de ter a famosa Praia do Rosa, é uma ótima pedida para quem curte trilhas e ecoturismo. 
 
 
3-) Orlando
Que o ribeirão-pretano sente que Orlando é a sua segunda casa, isso não é nenhuma novidade. Verdade seja dita, esse é o destino para se sentir jovem e brincar o dia inteiro. Porém, Orlando também oferece a experiência completa para já se divertiu sem limites nos parques e procura por algo fora do senso comum. Algumas delas:
 
- Winter Park: pertinho de Orlando, aqui você se sente em um cenário de filme. Cidadezinha charmosa, com lojas alternativas e ótima opção para apreciadores de boa gastronomia;
- Lakeland: para visitar o Lake Mirror que já foi eleito como um dos lugares públicos mais bonitos dos Estados Unidos, para caminhar no Hollis Garden e se sentir na Europa, para se perder no Antiques District centrinho histórico da cidade e para fazer uma série de atividades ao ar livre
- Airboat tour para quem quer sentir uma adrenalina diferente e ver animais no seu habitat local
- Bok Tower Gardens também para ter contato com a natureza e aproveitar para meditar um pouco nesse lugar de tirar o fôlego
- Conhecer um dos maiores mercados de pulgas dos EUA, o Flea World
- Para os amantes de música, a loja Rock & Roll Heaven é para se perder e ser feliz
- Jantar (com reserva antecipada) no Hanson’s Shoe Repair para viver e ver Orlando dos anos 80
- Passear pela Disney Boardwalk, uma alternativa interessante à Disney Springs
- Orlando Tree Trek Adventure Park para aqueles que gostam de natureza e aventuras, o parque tem mais de 90 atividades ao ar livre
- Visitar o Harry P. Leu Gardens, um oásis no centro de Orlando, com 200 mil m² de jardins projetados. 
 
Dá para entender porque ir para Orlando uma única vez não basta, né? 
 
Descreva as informações e características do lugar (clima, cultura, gastronomia, atrativos), assim como dicas de segurança e a sua experiência de viagem etc.
Declaro que li e estou de acordo com os termos
This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Conheça outros destinos

O espetáculo do Pantanal Mato-Grossense - Clube Turismo Online O espetáculo do Pantanal Mato-Grossense

Situado no sul de Mato Grosso e no noroeste de Mato Grosso do Sul, passando pelo norte do Paraguai e leste da Bolívia, o Pantanal Mato-Grossense é ideal para o ecoturismo e para qualquer amante da natureza. O bioma reúne centenas de espécies de plantas e animais silvestres, muitos destes em perigo de extinção. São mais de 180 rios em toda a sua extensão e uma variação de entre a paisagem amazônica, o cerrado e o chaco boliviano, que sofrem influência direta de sua localização geográfica e das chuvas. O pantanal, de mais de 200 mil quilômetros quadrados, foi considerado como Patrimônio Natural Mundial e Reserva da Biosfera, pela UNESCO, em 2001. Essa imensa variedade de vida é um dos mais belos espetáculos da natureza do nosso país e do mundo. Dentro do pantanal, está localizado o Parque Nacional do Pantanal Mato-Grossense, administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).   Ao sudoeste do Mato Grosso, só é possível conhecer o Parque Nacional por completo com prévia autorização, em passeios de lanchas ou com os barcos-hotel. Por toda a região do pantanal, divida entre três países e dois estados brasileiros, o turista encontra atrações como passeios a cavalo, de barco, pesca, trilhas e safari fotográfico. Por causa da alternância entre períodos secos e úmidos, a paisagem pantaneira nunca é a mesma. A melhor época de visitação é no mês de outubro, quando por estar no período da seca, se torna mais fácil a observação da incrível flora e uma das maiores concentrações de fauna selvagem do planeta.   Fonte: mt.gov.br / ecoviagem.uol.com.br  

Chile - País de extremos - Clube Turismo Online Chile - País de extremos

Isolado do resto da América do Sul e do mundo, na altura do oeste dos Andes, o Chile possui o Oceano pacífico ao leste, o seco Deserto do Atacama ao norte e as águas impenetráveis da Patagônia ao sul. De seus extremos a sua capital cosmopolita, Santiago, em seu coração, as cidades do país irão de unir em 2018 para comemorar os 200 anos de independência do país. Neste extenso território de amplos horizontes, se deixe invadir pela sensação de estar vivo. Você pode se conectar com a natureza ou explorar terras primitivas. E, ao mesmo tempo, o povo chileno e toda sua cultura vão surpreender você com sua amabilidade e hospitalidade. Com o passar dos anos, o Chile tem se consolidado como um dos mais atraentes e valorizados destinos do nosso continente. Patagônia Uma área que se divide entre dois países, Chile e Argentina, a Patagônia é em grande parte desabitada, mas vários pontos em ambos os países possuem boa estrutura hoteleira e turística. A parte chilena da Patagônia compreende a região de Los Lagos, o sítio arqueológico de Monte Verde, as ilhas a sul das regiões de Aisén e Magallanes, incluindo o lado ocidental da Terra do Fogo e do Cabo Horn. Durante o verão, os dias são mais longos e o frio menos intenso, o que torna a melhor época para viajar para a extensa região. É de lá, inclusive, que partem as excursões para a Antártida e onde é possível apreciar as mais diferentes espécies de animais marinhos. Deserto de Atacama Destino para o ano inteiro, o Deserto do Atacama é o mais alto e mais seco do mundo, mas pode e merece ser visitado em qualquer época do ano. Para quem escolhe ir no inverno, será recompensado pelas paisagens de neve, já para quem decide ir no verão, a boa notícia é que os passeios, em sua maioria, acontecem nos períodos do dia de temperatura mais amena nesse oásis em plena sintonia com a natureza. No coração do deserto encontramos o pequeno vilarejo de San Pedro de Atacama, que recebe milhares de turistas todos os anos por sua paisagem singular, mas ainda assim preserva ruas de terra e arquitetura rústica. Sem aeroporto na cidade, os voos descem em Calama, que fica a pouco menos de 100 km. Santiago Porta de entrada para o país, Santiago do Chile tem atrações de tirar o fôlego, gastronomia e cultura ricas. Com sua arquitetura diversificada a começar pela Igreja de São Francisco, passando pelos modernos prédios espelhados que dividem cenário com os demais cheios de história para contar em uma cidade cosmopolita, Santiago é uma das capitais mais queridas da América do Sul. Se a época do ano escolhida para a viagem for o inverno, vale a pena conferir as estações de esqui que ficam perto da cidade, aproveitando o máximo da estadia. Ou, também ao redor da cidade, mas em outras épocas do ano, vale a pena partir de Santiago para conhecer as famosas vinícolas que ficam aos arredores e degustar os melhores vinhos da região.

África do Sul - Cidade do Cabo - Clube Turismo Online África do Sul - Cidade do Cabo

DICA DO VIAJANTE “Fiz um intercâmbio em 2009. Gostei muito do clima, das pessoas e do curso. Visitei vários lugares, como praias, montanhas, museus. Uma dica que eu deixo, e que recebi é, como o voo tem conexão, não aceitar a ajuda das pessoas no aeroporto de Johanesburgo, a não ser que a mesma seja funcionário. Como eles acharam que eu era indiana, nem fui revistada, já minha amiga, eles disseram que parecia uma sul africana, foi revistada por 3 vezes, achei super preconceituoso. Quanto ao transporte público, é quase inexistente. Então é melhor contratar o transporte em alguma agência, ou andar de táxi. Quem tem vontade de fazer um intercâmbio para aprender inglês lá, acho super válido, pois o custo é bem mais baixo do que em outros países.” Roberta Ribeiro, (Duque de Caxias, Rio de Janeiro)

phone
Clube Turismo Online

Aqui você encontra todos os nossos contatos!