Santa Rita do Passa Quatro

Destino Santa Rita do Passa Quatro - Clube Turismo Online

Santa Rita do Passa Quatro

 

Você conhece Santa Rita do Passa Quatro? Essa cidade encantadora está a menos de 100 km de Ribeirão Preto e tem muito para te oferecer. Vamos ver em detalhes?

 

Origem do nome

 

O nome Santa Rita surgiu em homenagem à Dona Rita Ribeiro Vilela, uma das doadoras do patrimônio à Santa Rita de Cássia, e Passa Quatro surgiu devido à existência do Córrego Passa Quatro. Um fato muito legal é que Santa Rita é a cidade natal do compositor Zequinha de Abreu, autor da música “Tico-Tico no fubá”.

 

O que encontrar na cidade?

 

A cidade é uma gracinha, muito organizada, limpa e bem cuidada. A Praça principal, a Igreja Santa Rita de Cássia, fazendas, casas e casarões – tudo digno de muitas fotografias. Estando em Santa Rita, vale a pena conhecer:

1)      O Parque Estadual Vassununga;

2)      As cachoeiras São Valentim e Três Quedas;

3)      O Caminho dos Jequitibás.

 

Para quem tem interesse pelo turismo religioso, saiba que em Santa Rita do Passa Quatro está no trajeto do caminho da fé.

 

Eventos culturais

 

A cidade possui uma série de eventos culturais legais, como:

 

1)      Semana Artístico Cultural de Santa Rita do Passa Quatro;

2)      Festa Italiana;

3)      Caminhada Ecológica;

4)      Festival Independência ou Rock, dentre outros.

 

Para aqueles que tiveram uma semana muito difícil e desejarem escapar do comum, recomendo passar o final de semana – a Santa Rita do Passa Quatro tem opções boas de pousadas. Uma dica valiosa para amantes de pizza: Pizzaria do Evandro. Mas, não deixe de fazer reserva antecipadamente, as pizzas são tão maravilhosas que dificilmente você conseguirá uma mesa na hora.

 

 

Descreva as informações e características do lugar (clima, cultura, gastronomia, atrativos), assim como dicas de segurança e a sua experiência de viagem etc.
Declaro que li e estou de acordo com os termos
This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Conheça outros destinos

Moscou - A megacidade da Copa do Mundo 2018 - Clube Turismo Online Moscou - A megacidade da Copa do Mundo 2018

Largas avenidas, construções históricas, prédios modernos, um trânsito frenético e uma megacidade vibrante configuram Moscou, um dos 11 destinos que irão sediar a Copa do Mundo 2018, na Rússia. Com 12 milhões de habitantes, a capital russa é a segunda cidade mais populosa da Europa e a sexta mais populosa do mundo. Oferece ao turista experiências incríveis ligadas ao seu passado histórico e com foco no futuro, rica em símbolos culturais declarados como Patrimônio Mundial da Humanidade. Em consequência do período da Guerra Fria, a cidade passou um bom tempo quase que fechada para o turismo, mas pouco a pouco vem conseguindo reverter esse quadro e se mostrando uma ótima opção de destino a ser incluída na lista de quem já é fã das metrópoles cosmopolitas espalhadas pelo mundo. Praça Vermelha Muitos que conhecem, já afirmam que todo roteiro turístico a ser feito na capital russa deve começar pela praça que é conhecida como o coração da cidade e um dos pontos mais emblemáticos do país. Palco de vários acontecimentos ao longo da história, a Praça Vermelha recebe esse nome por seu nome em russo, "Красная площадь" (Krasnaya ploshchad), levar a palavra "красная" (krasnaya), que pode significar tanto "vermelha" como "bonita". No grande espaço também estão localizados a Catedral de São Basílio, o Museu Histórico Nacional e o Shopping GUM, antigo Mercado Universal do Governo, local de distribuição de alimentos na época da URSS que hoje é um shopping que abriga algumas das grifes mais famosas do mundo. Catedral de São Basílio Construída entre 1555 e 1561, sob a ordem do czar Ivan, o Terrível, a Catedral pertence à Igreja Ortodoxa Russa e a sua beleza é tão exuberante que mais parece um castelo de conto de fadas. Reza a lenda que o czar Ivan ficou tão satisfeito com a exuberância do monumento que mandou cegar o arquiteto responsável para que ele nunca mais pudesse construir algo semelhante. A catedral, que também funciona como parte do Museu Histórico do Estado, não tem um único espaço, mas sim vários, afinal de contas ela é, na verdade, a junção de 10 capelas. Suas torres alegóricas simbolizam chamas de uma fogueira em direção ao céu. O monumento é considerado Patrimônio Mundial da UNESCO desde 1990, juntamente com seus vizinhos: o Kremlin e a Praça Vermelha. Kremlin A palavra russa Kremlin significa "fortaleza" ou "forte". As primeiras cidades do país se formavam em torno de kremlins, que eram construções militares destinadas a proteger a terra contra os invasores estrangeiros. Hoje, com mais de 2km de comprimento, o monumento abriga séculos de histórias e é residência oficial do presidente da Rússia. Além de um um complexo com museus, galerias, e igrejas históricas para visitação. Teatro do Ballet Bolshoi Reconstruído e renovado diversas vezes, o teatro é um dos pontos emblemáticos e deslumbrantes de toda a Rússia, abrigando a academia de balé mais famosa do mundo. Além do balé, o Bolshoi é a segunda maior casa de ópera da Europa, tanto pelo tamanho como por sua excelente acústica. A arquitetura rica em detalhes, tanto externa quanto internamente, são de encher os olhos, mas o visitante que desejar apreciar mais esse símbolo europeu precisa ficar atento e se programar o quanto antes, pois os ingressos costumam esgotar muito rápido, uma vez que se trata do centro da cena artística russa.   Fontes: ilovetravel.com.br / wikipedia.com / imagensviagens.com

Chile - País de extremos - Clube Turismo Online Chile - País de extremos

Isolado do resto da América do Sul e do mundo, na altura do oeste dos Andes, o Chile possui o Oceano pacífico ao leste, o seco Deserto do Atacama ao norte e as águas impenetráveis da Patagônia ao sul. De seus extremos a sua capital cosmopolita, Santiago, em seu coração, as cidades do país irão de unir em 2018 para comemorar os 200 anos de independência do país. Neste extenso território de amplos horizontes, se deixe invadir pela sensação de estar vivo. Você pode se conectar com a natureza ou explorar terras primitivas. E, ao mesmo tempo, o povo chileno e toda sua cultura vão surpreender você com sua amabilidade e hospitalidade. Com o passar dos anos, o Chile tem se consolidado como um dos mais atraentes e valorizados destinos do nosso continente. Patagônia Uma área que se divide entre dois países, Chile e Argentina, a Patagônia é em grande parte desabitada, mas vários pontos em ambos os países possuem boa estrutura hoteleira e turística. A parte chilena da Patagônia compreende a região de Los Lagos, o sítio arqueológico de Monte Verde, as ilhas a sul das regiões de Aisén e Magallanes, incluindo o lado ocidental da Terra do Fogo e do Cabo Horn. Durante o verão, os dias são mais longos e o frio menos intenso, o que torna a melhor época para viajar para a extensa região. É de lá, inclusive, que partem as excursões para a Antártida e onde é possível apreciar as mais diferentes espécies de animais marinhos. Deserto de Atacama Destino para o ano inteiro, o Deserto do Atacama é o mais alto e mais seco do mundo, mas pode e merece ser visitado em qualquer época do ano. Para quem escolhe ir no inverno, será recompensado pelas paisagens de neve, já para quem decide ir no verão, a boa notícia é que os passeios, em sua maioria, acontecem nos períodos do dia de temperatura mais amena nesse oásis em plena sintonia com a natureza. No coração do deserto encontramos o pequeno vilarejo de San Pedro de Atacama, que recebe milhares de turistas todos os anos por sua paisagem singular, mas ainda assim preserva ruas de terra e arquitetura rústica. Sem aeroporto na cidade, os voos descem em Calama, que fica a pouco menos de 100 km. Santiago Porta de entrada para o país, Santiago do Chile tem atrações de tirar o fôlego, gastronomia e cultura ricas. Com sua arquitetura diversificada a começar pela Igreja de São Francisco, passando pelos modernos prédios espelhados que dividem cenário com os demais cheios de história para contar em uma cidade cosmopolita, Santiago é uma das capitais mais queridas da América do Sul. Se a época do ano escolhida para a viagem for o inverno, vale a pena conferir as estações de esqui que ficam perto da cidade, aproveitando o máximo da estadia. Ou, também ao redor da cidade, mas em outras épocas do ano, vale a pena partir de Santiago para conhecer as famosas vinícolas que ficam aos arredores e degustar os melhores vinhos da região.

O espetáculo do Pantanal Mato-Grossense - Clube Turismo Online O espetáculo do Pantanal Mato-Grossense

Situado no sul de Mato Grosso e no noroeste de Mato Grosso do Sul, passando pelo norte do Paraguai e leste da Bolívia, o Pantanal Mato-Grossense é ideal para o ecoturismo e para qualquer amante da natureza. O bioma reúne centenas de espécies de plantas e animais silvestres, muitos destes em perigo de extinção. São mais de 180 rios em toda a sua extensão e uma variação de entre a paisagem amazônica, o cerrado e o chaco boliviano, que sofrem influência direta de sua localização geográfica e das chuvas. O pantanal, de mais de 200 mil quilômetros quadrados, foi considerado como Patrimônio Natural Mundial e Reserva da Biosfera, pela UNESCO, em 2001. Essa imensa variedade de vida é um dos mais belos espetáculos da natureza do nosso país e do mundo. Dentro do pantanal, está localizado o Parque Nacional do Pantanal Mato-Grossense, administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).   Ao sudoeste do Mato Grosso, só é possível conhecer o Parque Nacional por completo com prévia autorização, em passeios de lanchas ou com os barcos-hotel. Por toda a região do pantanal, divida entre três países e dois estados brasileiros, o turista encontra atrações como passeios a cavalo, de barco, pesca, trilhas e safari fotográfico. Por causa da alternância entre períodos secos e úmidos, a paisagem pantaneira nunca é a mesma. A melhor época de visitação é no mês de outubro, quando por estar no período da seca, se torna mais fácil a observação da incrível flora e uma das maiores concentrações de fauna selvagem do planeta.   Fonte: mt.gov.br / ecoviagem.uol.com.br  

phone
Clube Turismo Online

Aqui você encontra todos os nossos contatos!