Gramado - Dica do Viajante

Destino Gramado - Dica do Viajante - Clube Turismo Online

Dica do Viajante
"Uma cidade encantadora, ruas floridas, arquitetura européia e sua gastronomia com uma infinita variedades de churrascarias, empórios, restaurantes, fondues, sopas, chocolates e suas famosas Casas de Cafés Coloniais. Um roteiro repleto de MUSEUS, como o Dreamland Museu de Cera, Harley Motor Show, Espaço Cultural Museu do Trem, Hollywood Dream Cards (exposição de carros antigos), Museu Minerais e Pedras Preciosas, Super Carros - Dream Cars (exposição de carros luxuosos), entre outros. PARQUES - Alemanha Encantada, Mini Mundo, Lago Negro, Aldeia do Papai Noel, Mundo Encantado, Snowland (atrações na montanha de neve), entre outros..
IGREJAS - Igreja São Pedro, Igreja do Relógio. OUTRAS ATRAÇÕES - Cine Embaixador - Palácio dos Festivais, Rua Coberta e a famosa Avenida Borges de Medeiros com suas lojas, shoppings e os irresistíveis chocolates. E em sua época natalina as encantadoras atrações do Natal Luz.” Bianca Castellani (Americana, São Paulo)

Descreva as informações e características do lugar (clima, cultura, gastronomia, atrativos), assim como dicas de segurança e a sua experiência de viagem etc.
Declaro que li e estou de acordo com os termos
This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Conheça outros destinos

Chile - País de extremos - Clube Turismo Online Chile - País de extremos

Isolado do resto da América do Sul e do mundo, na altura do oeste dos Andes, o Chile possui o Oceano pacífico ao leste, o seco Deserto do Atacama ao norte e as águas impenetráveis da Patagônia ao sul. De seus extremos a sua capital cosmopolita, Santiago, em seu coração, as cidades do país irão de unir em 2018 para comemorar os 200 anos de independência do país. Neste extenso território de amplos horizontes, se deixe invadir pela sensação de estar vivo. Você pode se conectar com a natureza ou explorar terras primitivas. E, ao mesmo tempo, o povo chileno e toda sua cultura vão surpreender você com sua amabilidade e hospitalidade. Com o passar dos anos, o Chile tem se consolidado como um dos mais atraentes e valorizados destinos do nosso continente. Patagônia Uma área que se divide entre dois países, Chile e Argentina, a Patagônia é em grande parte desabitada, mas vários pontos em ambos os países possuem boa estrutura hoteleira e turística. A parte chilena da Patagônia compreende a região de Los Lagos, o sítio arqueológico de Monte Verde, as ilhas a sul das regiões de Aisén e Magallanes, incluindo o lado ocidental da Terra do Fogo e do Cabo Horn. Durante o verão, os dias são mais longos e o frio menos intenso, o que torna a melhor época para viajar para a extensa região. É de lá, inclusive, que partem as excursões para a Antártida e onde é possível apreciar as mais diferentes espécies de animais marinhos. Deserto de Atacama Destino para o ano inteiro, o Deserto do Atacama é o mais alto e mais seco do mundo, mas pode e merece ser visitado em qualquer época do ano. Para quem escolhe ir no inverno, será recompensado pelas paisagens de neve, já para quem decide ir no verão, a boa notícia é que os passeios, em sua maioria, acontecem nos períodos do dia de temperatura mais amena nesse oásis em plena sintonia com a natureza. No coração do deserto encontramos o pequeno vilarejo de San Pedro de Atacama, que recebe milhares de turistas todos os anos por sua paisagem singular, mas ainda assim preserva ruas de terra e arquitetura rústica. Sem aeroporto na cidade, os voos descem em Calama, que fica a pouco menos de 100 km. Santiago Porta de entrada para o país, Santiago do Chile tem atrações de tirar o fôlego, gastronomia e cultura ricas. Com sua arquitetura diversificada a começar pela Igreja de São Francisco, passando pelos modernos prédios espelhados que dividem cenário com os demais cheios de história para contar em uma cidade cosmopolita, Santiago é uma das capitais mais queridas da América do Sul. Se a época do ano escolhida para a viagem for o inverno, vale a pena conferir as estações de esqui que ficam perto da cidade, aproveitando o máximo da estadia. Ou, também ao redor da cidade, mas em outras épocas do ano, vale a pena partir de Santiago para conhecer as famosas vinícolas que ficam aos arredores e degustar os melhores vinhos da região.

O espetáculo do Pantanal Mato-Grossense - Clube Turismo Online O espetáculo do Pantanal Mato-Grossense

Situado no sul de Mato Grosso e no noroeste de Mato Grosso do Sul, passando pelo norte do Paraguai e leste da Bolívia, o Pantanal Mato-Grossense é ideal para o ecoturismo e para qualquer amante da natureza. O bioma reúne centenas de espécies de plantas e animais silvestres, muitos destes em perigo de extinção. São mais de 180 rios em toda a sua extensão e uma variação de entre a paisagem amazônica, o cerrado e o chaco boliviano, que sofrem influência direta de sua localização geográfica e das chuvas. O pantanal, de mais de 200 mil quilômetros quadrados, foi considerado como Patrimônio Natural Mundial e Reserva da Biosfera, pela UNESCO, em 2001. Essa imensa variedade de vida é um dos mais belos espetáculos da natureza do nosso país e do mundo. Dentro do pantanal, está localizado o Parque Nacional do Pantanal Mato-Grossense, administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).   Ao sudoeste do Mato Grosso, só é possível conhecer o Parque Nacional por completo com prévia autorização, em passeios de lanchas ou com os barcos-hotel. Por toda a região do pantanal, divida entre três países e dois estados brasileiros, o turista encontra atrações como passeios a cavalo, de barco, pesca, trilhas e safari fotográfico. Por causa da alternância entre períodos secos e úmidos, a paisagem pantaneira nunca é a mesma. A melhor época de visitação é no mês de outubro, quando por estar no período da seca, se torna mais fácil a observação da incrível flora e uma das maiores concentrações de fauna selvagem do planeta.   Fonte: mt.gov.br / ecoviagem.uol.com.br  

Maranhão - Grande, diverso e deslumbrante! - Clube Turismo Online Maranhão - Grande, diverso e deslumbrante!

Com uma área de 331.983 Km², ou seja, 3,9% do território brasileiro, o Maranhão é o oitavo maior Estado em extensão territorial do Brasil, e o segundo maior Estado do Nordeste, ficando atrás apenas da Bahia. As divisas territoriais que configuram o estado do Maranhão são de extrema abundância e diversidade natural, caracterizada, sobretudo pelo encontro de dois importantes ecossistemas: o Ecossistema Amazônico, que se manifesta do noroeste até o sertão do estado, e do Ecossistema Cerrado, distribuído em duas partes, do leste para o centro. É também uma terra de cultura e história imponentes, herança cultural dos movimentos colonizadores europeus – francês, holandês e português. Entre fortificações, conflitos de colonos e religiosos missionários, entre as influências da Companhia do Comércio do Maranhão e do Grão Pará, e da influência das economias da cana-de-açúcar e do algodão. (Fonte: Governo do Maranhão) Gastronomia - A culinária maranhense surgiu de uma mistura de influências de europeus, índios, africanos e outros povos, uma surpreendente união de sabores que resultou em um delicioso e vasto repertório de receitas. É até difícil dizer qual dos pratos maranhenses melhor satisfaz esse exigente sentido chamado paladar. Confira alguns destaques de dar água na boca: Arroz de cuxá - Tem como tem como principal ingrediente uma folha azedinha chamada vinagreira, além de camarão seco e gergelim. Vai muito bem com frutos do mar. Caldeirada e torta de camarão, de sururu e caranguejo, Peixada à base da nobre pescada, anchova na brasa; O camarão grelhado preparado em Atins.   Principais destinos:   São Luis / Alcântara - A capital São Luís recebeu da UNESCO, em 1997, o título de Patrimônio Histórico-Cultural da Humanidade, por sua importância enquanto cidade colonial com seus casarões revestidos de azulejos portugueses pintados à mão. Alcântara, sede da aristocracia maranhense, foi a primeira cidade do estado tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Hoje, suas ruínas guardam a memória desse tempo glorioso e dividem atenções com o ícone tecnológico do estado: o Centro de Lançamento de Alcântara, o segundo centro de lançamentos de foguetes do Brasil. Pacata e tranquila, a cidade é cercada por uma natureza exuberante e é, sem dúvida, a mais imponente cidade histórica da Amazônia Legal. Lençóis Maranhenses - Onde mais você poderia encontrar um deserto repleto de lagoas com 155 mil hectares de paisagem deslumbrantes, cheio de dunas com até 40 metros de altura e lagoas de água doce e cristalina? Os Lençóis Maranhenses ficam no litoral oriental do Maranhão e compreende os municípios de Humberto de Campos, Primeira Cruz, Santo Amaro e Barreirinhas, este último sendo o principal portão de entrada para esta fantástica beleza natural. São O Parque é considerado uma formação geológica rara no planeta, apresentando um ecossistema único e riquíssimo. As dunas chegam do litoral adentrando em até 25 Km da costa e as inúmeras e límpidas lagoas se formam com as chuvas do período chuvoso que vai de dezembro até abril. A melhor época para se visitar os Lençóis é de maio até o início de outubro, sendo o ápice nos meses de junho e julho, quando as lagoas estão cheias e indicadas para mergulhos. Mas isso não quer dizer que o Parque não ofereça atrações durante os outros seis meses do ano. O convívio com a cultura e comunidades locais, entretenimento e aventura nas dunas do Parque é o que não faltam. Delta das Américas - Localizado a nordeste do Estado, na divisa com o Piauí, o Delta envolve a região sob influência do Delta do Rio Parnaíba, que tem setenta por cento da sua área no Maranhão. Tutóia, Paulino Neves e Araioses são os principais municípios. Deste último partem excursões turísticas para o Delta. Em Tutóia as atrações imperdíveis são as praias do Arpoador e Namorados, as Lagoas da Taboa, Jacaré, da Areia e Lagoinha. Em Araioses os destaques são as praias do Farol, do Caju, dos Guarás e dos Poldros, as ilhas do Caju, dos Poldros, do Carrapato, Carnaubeiras e Canárias, a igreja de Nossa Senhora da Conceição, do século XIX. Delta do Rio Parnaíba - Este é o 3º maior delta oceânico do mundo. Raro fenômeno da natureza que ocorre apenas no rio Nilo, na África, e Mekong, no Vietnã. Sua configuração se assemelha a uma mão aberta, onde os dedos representam os principais afluentes do Parnaíba, que se ramificam formando um grandioso santuário ecológico. Rios, flora, fauna, dunas de areias alvas, banhos em lagoas e de mar são alguns atrativos que o lugar oferece. Inesquecível!! Chapada das Mesas - O Parque Nacional da Chapada das Mesas protege 160.046 hectares de Cerrado nos municípios de Carolina, Riachão, Estreito e Imperatriz, no centro-sul do Maranhão. FONTE - http://www.turismo.ma.gov.br/roteiro-chapada-das-mesas/

phone
Clube Turismo Online

Aqui você encontra todos os nossos contatos!